Casa e decoração

6 cadeiras atemporais e revolucionárias desenhadas há quase um século

Do UOL, em São Paulo

05/02/2016 19h16

Você já ouviu falar do movimento De Stijl? O grupo que reunia designers, artistas e arquitetos se formou na Holanda em 1917, adotando o nome de uma revista da época. Um de seus membros mais famosos é o pintor Piet Mondrian (1872-1944) e os participantes compartilhavam um ideal "fazer um mundo melhor". Influenciador da moda e do mobiliário das décadas que se seguiriam, o movimento se mantém atual.

Na exposição em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em São Paulo, e que segue para Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, é possível conhecer um pouco mais desse modelo de sucesso. Se interessou? Veja abaixo seis cadeiras criadas há quase um século e que ainda são revolucionárias.

De Stijl

  • Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação

    Red and Blue (1917)

    A cadeira Red and Blue, popularmente conhecida como "cadeira Mondrian", foi desenhada pelo arquiteto Gerrit Thomas Rietveld (1888-1964) e talvez seja o móvel mais conhecido do movimento De Stijl. A peça foi desenvolvida em etapas até 1917, mas só passou a ser fabricada por Gerard van de Groenekan (1904-1994) no início dos anos 20. O móvel de cores vivas (vermelho, preto, amarelo e azul) teve vários protótipos e, antes da versão final, era mantida na cor original da madeira.

  • Imagem: J&M Zweerts Fotografie/ Divulgação
    J&M Zweerts Fotografie/ Divulgação
    Imagem: J&M Zweerts Fotografie/ Divulgação

    Poltrona (1919)

    Poltrona desenvolvida em 1919 pelo artista holandês Thijs Rinsema (1877-1947). O processo de construção, com planos retos interligados, segue o exemplo da cadeira Red and Blue, criada por Gerrit Rietveld em 1917. O exemplar mede 106 cm x 75,5 cm x 70 cm e é estruturado em madeira pintada (vermelho, branco e preto).

  • Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação

    Cadeira para garotos (1919)

    A "cadeira para quartos de garotos" desenhada por Vilmos Huszár (1884-1960) e Pieter Jan Christophel Klaarhamer (1874-1954) parece ter muitas "primas", "irmãs" e outros parentes por aí. O móvel de concepção simples se mantém atual. Desenvolvida em 1919, a peça mede 90 cm x 40,3 cm x 42,2 cm.

  • Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação

    Cadeira infantil (1920)

    Piet Zwart (1885-1977), artista e designer holândes, desenvolveu em 1920 esta cadeira infantil. O móvel de madeira com junções de alumínio mede 65 cm x 34 cm x 35 cm e foi, originalmente, criado para um jardim de infância que seguia o método de ensino Montessori. A peça passou a ser fabricada em 1934.

  • Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação

    Cadeira-caixote (1934)

    A Cadeira-caixote (1934) é mais uma criação do designer Gerrit Rietveld. O modelo feito de madeira pintada poderia ter sido desenvolvido por qualquer marcenaria moderna e ligada a questões como a democratização do design. A peça é fabricada (ainda hoje) com madeira de embalagens - que atual, né?! - e sua montagem é fácil e simples.

  • Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação
    Imagem: Gemeentemuseum, Den Haag/ Divulgação

    Zig-Zag (1934)

    Em 1934, o designer Gerrit Rietveld cria mais uma peça icônica, a cadeira Zig-Zag. Feita de madeira, o exemplar era uma variação do modelo sem pernas traseiras desenvolvido por Mart Stam. Revolucionária, Zig-Zag, abstrai a forma mais pura de uma cadeira com desenho contínuo. Após muitos testes (iniciados em 1927), a estabilidade foi conseguida pelas chamadas "juntas cauda-de-andorinha", além de parafusos e cunhas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Casa e Decoração
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
BBC
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Topo