Estilo de vida

Ano novo, casa nova! Veja substituições que podem baratear a obra

Getty Images
Reforma ou construção a custo baixo? Claro que dá, é só substituir e planejar Imagem: Getty Images

Simone Sayegh

Colaboração para o UOL, de São Paulo

08/01/2016 07h01

Em tempos de crise, a palavra de ordem é economia. Construções e reformas exigem investimento, mas não é preciso fazer dívidas para deixar a casa bonita, basta um bom planejamento e personalidade. Optar por revestimentos mais baratos com bom apelo visual ou soluções que minimizam o uso de materiais e elementos acessórios ajudam a enxugar a despesa.

Fontes: Alessandra Abdala, arquiteta; Iago Patucci, arquiteto; e Renato Dalla Marta, arquiteto do escritório AUM.

#crise

  • Imagem: Getty Images
    Getty Images
    Imagem: Getty Images

    Menos revestimentos 'padrão'

    Adesivos e papeis de parede rendem bons efeitos visuais e são alternativas para a decoração e proteção de paredes internas que, em princípio, receberiam azulejos, tecidos, placas cimentícias ou mesmo pintura. Há versões de papéis e adesivos específicos para áreas molhadas e variedades adequadas a gostos diversos. Com isso, é possível reduzir em até 70% o valor dessa etapa da obra. Leia mais

  • Imagem: Maira Acayaba/ Divulgação
    Maira Acayaba/ Divulgação
    Imagem: Maira Acayaba/ Divulgação

    Sem rebaixo

    Rebaixos em gesso podem representar gasto significativo na hora de reformar. Uma opção é manter a laje existente e trabalhar a iluminação com trilhos ou peças de sobrepor instalados sem necessidade de quebra-quebra. E, apesar da ausência do rebaixo, os cortineiros não precisam ser abolidos, basta usar rodapés lisos e perfis metálicos que, após serem instalados, devem ser calafetados com massa corrida. Uma dica: para o acabamento ficar impecável espere trincar e, só depois, aplique mais uma demão.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Troque pedras por porcelanato

    Áreas que receberiam piso de mármore ou granito podem ser revestidas com porcelanatos instalados com junta seca, que garante uniformidade e um acabamento mais refinado. Além da excelente durabilidade, o custo pode ser até 50% mais barato dependendo do material escolhido. E, para quem não quer abrir mão do aspecto natural, a saída é buscar porcelanatos que imitam pedras. Leia mais

  • Imagem: Kiko Masuda/ Divulgação
    Kiko Masuda/ Divulgação
    Imagem: Kiko Masuda/ Divulgação

    Adote o 'estilo norte-americano'

    Para a área do closet, uma boa ideia é excluir as portas do projeto e adotar o chamado "estilo norte-americano", todo aberto, e assim reduzir o custo da mão-de-obra e do material. Outra dica para esta área é substituir algumas gavetas por outros meios de armazenamento como nichos ou prateleiras, pois as ferragens elevam o custo.

  • Imagem: G. Oliveira/ Divulgação
    G. Oliveira/ Divulgação
    Imagem: G. Oliveira/ Divulgação

    Meia parede

    Precisa cortar os gastos, mas não abre mão de azulejos ou pastilhas nas de paredes dos banheiros? Recubra apenas metade das superfícies e trabalhe com pintura na parte superior, até o forro, ou limite-se a aplicar o revestimento apenas na área do box que, efetivamente, é a que precisa de proteção.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Cimento queimado é a solução

    O cimento queimado pode ser o "pulo do gato" quando a intenção é ter um acabamento resistente e moderno, além de ter um bom custo benefício. Com um ar contemporâneo, o material pode ocupar o lugar de revestimentos convencionais como pastilhas em diversos tipos de ambientes e estilos.

  • Imagem: Leonardo Finotti/ Divulgação
    Leonardo Finotti/ Divulgação
    Imagem: Leonardo Finotti/ Divulgação

    Não confunda marca e produto

    Muitas pessoas temem certos tipos de acabamento por confundirem a solução com uma determinada marca. Bancadas de quartzo - por exemplo - são resistentes e sofisticadas e, atualmente, há diferentes fornecedores do material no Brasil. Vale a pesquisa.

  • Imagem: Fran Parente/ Divulgação
    Fran Parente/ Divulgação
    Imagem: Fran Parente/ Divulgação

    Parede pelada (!)

    Quer economizar em argamassas, tinta e mão-de-obra na hora de reformar? Que tal deixar alguma parede "nua", com tijolos bem assentados aparentes? O toque rústico vai bem em diferentes tipos de decoração e pode sofrer variações com demãos de tinta ou verniz.

  • Imagem: Ana Mello/ UOL
    Ana Mello/ UOL
    Imagem: Ana Mello/ UOL

    Variações do mesmo material

    Materiais como pedras naturais detém uma gama imensa de opções que, muitas vezes, tem preços mais altos pela raridade ou beleza e não necessariamente por suas propriedades. Há, por exemplo, uma infinidade de tipos de granitos no mercado, inclusive a opção que os decoradores e arquitetos chamam de "bom, bonito e barato": é o granito preto São Gabriel.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Estilo de vida

Topo