Casa e decoração

Premiação destaca projetos e profissionais da arquitetura; conheça os vencedores

Da Redação

02/12/2009 15h12

O prêmio “O Melhor da Arquitetura 2009”, promovido pela revista “Arquitetura & Construção”, da Editoria Abril, divulgou os vencedores na última terça-feira (1) em São Paulo. A premiação pretende destacar a criatividade dos profissionais, os projetos inovadores, as soluções sustentáveis e os aspectos técnicos e estéticos de projetos arquitetônicos.

  • Divulgação

    A Casa Trancoso, da Roberto Migotto Arquitetura & Interiores, venceu a categoria Residencial (Praia). Vidro e madeira dão forma a esta casa na Bahia. Inúmeras e amplas aberturas captam luz e propiciam ventilação cruzada, dispensando ar condicionado

Foram avaliados trabalhos em diferentes categorias e subcategorias: Intervenção Urbana, Retrofit, Edifícios Institucionais (Educação, Cultura, Saúde e Lazer), Edifícios comerciais ou de escritório (com até quatro pavimentos e acima de quatro pavimentos), Escritórios (Variados e Agências de Comunicação), Hotelaria, Bares e Restaurantes (Bares e Cafés, Restaurantes), Lojas e Show rooms, Condomínios residenciais (até três mil metros quadrados ou até cinco pavimentos e acima de três mil metros quadrados ou com mais de cinco pavimentos) e Residencial (Cidade, Praia, Campo). Além de dois escritórios que mereceram menções honrosas (sustentabilidade e conjunto da obra).

Em sua segunda edição, o prêmio recebeu 296 inscrições de projetos. Além dos sete jurados, selecionados entre profissionais, professores, críticos e formadores de opinião, o público também participou da votação pela internet, entre 14 e 29 de outubro.

Este ano, a comissão julgadora foi composta por André Corrêa do Lago, diplomata e crítico de arquitetura; Rosa Artigas , historiadora e professora de História da Arquitetura na Escola da Cidade; Thomaz Souto Corrêa, jornalista e vice-presidente do Conselho Editorial da Editora Abril; Cristiano Mascaro, arquiteto e fotógrafo especializado em arquitetura; Marisa Moreira Salles, editora-chefe e designer gráfica da Bei Editora; Alessandro Castroviejo, arquiteto e professor de Projeto da Universidade Mackenzie e Lívia Pedreira, diretora da revista “Arquitetura & Construção”.

Conheça os premiados em cada categoria

Intervenção Urbana


Parque da Juventude - Aflalo e Gasperini Arquitetos
Parte do conjunto prisional do Carandiru, em São Paulo, deu lugar a quadras, ginásio, centro de exposições, auditório, piscina e museu de esportes. Os edifícios mantidos abrigam diversos pavilhões e o restante da área virou um grande parque.

Retrofit

Hamburg Süd - Athié Wohnrath Projetos e Gerenciamento
Próximo ao porto de Santos e tombado pelo Patrimônio Histórico, este armazém do século 19 teve a fachada e o telhado preservados. Os três andares e o subsolo, reformados, receberam as novas instalações do escritório da empresa alemã de transporte marítimo.

Edifícios Institucionais (Educação)

Escola Estadual Jardim Tatiana - Grupo SP
O terreno definiu este projeto na periferia de São Paulo: um edifício espraiado, aberto para a paisagem, com salas de aula voltadas para a mesma vista. Uma rampa articula os dois blocos e orienta a circulação. Painéis de madeira fecham as estruturas de concreto e atenuam a incidência do sol e da chuva.

Edifícios Institucionais (Cultura)

Centro Cultural de Araras - AUM Arquitetos
Localizado em uma antiga estação ferroviária de Araras, interior de São Paulo, o centro cultural possui auditório e salas de exposições instalados em velhos depósitos. Uma nova construção, no centro e sob um espelho-d’água, integra as alas. Telas metálicas alteram a percepção do volume das fachadas.

  • Divulgação

    A Colônia de Férias do Sesc, da Teuba Arquitetura e Urbanismo, venceu na categoria Hotelaria. A unidade do Sesc em Bertioga, litoral de São Paulo, coloca em prática o conceito do ecologicamente correto funcional resultando em conforto térmico e fluidez

Edifícios Institucionais (Saúde)

Laboratório Fleury - Rocco Arquitetos Associados
O prédio da unidade do Itaim Bibi, na capital paulista, conta com amplos espaços e luminosidade natural. Uma instalação permanente é item de destaque, assim como poemas, fotografias, painéis, móbiles, pinturas e frases de autores famosos, que ficam expostos pelos andares.

Edifícios Institucionais (Lazer)

Complexo Esportivo Clube Pinheiros - Jayme Lago Mestieri Arquitetura
Do complexo original deste clube, em São Paulo, sobrou apenas uma grande laje. Hoje superaproveitada, ela conduz do bar externo à prainha de leitura, passando pelo gazebo climatizado e pelos sanitários. Uma escadaria integra os espaços e serve também como ponto de encontro e arquibancada.

Edifícios Comerciais ou de Escritórios (até quatro pavimentos)

Atelier de Arquitetura - Frederico Zanelato Arquitetos
O bloco de 8 x 8 m, apoiado em quatro pilotis, flutua sobre o terreno em desnível, em Mogi das Cruzes (SP). Os materiais são simples e econômicos: tábuas de demolição, concreto sarrafeado e elementos vazados de concreto. Telhas metálicas termoacústicas pintadas de branco ajudam a clarear o interior.

Edifícios Comerciais ou de Escritórios (acima de quatro pavimentos)

Centro Tecnológico Mahle - Roberto Loeb e Associados
O edifício com anéis semicirculares e estrutura pré-fabricada de concreto e metal integra-se a uma reserva florestal em Jundiaí, São Paulo. Brises evitam que o sol incida diretamente nas fachadas, enquanto espelhos-d’água nas coberturas mantêm a umidade do ar e diminuem a temperatura interna.

Escritórios (Escritórios)

Glem - Mareines + Patalano
O escritório ocupa parte da área ociosa sob a arquibancada do Estádio de Remo, no Rio de Janeiro, um espaço parcialmente enterrado. Os arquitetos dividiram o vão em três lajes que acomodam diretoria, salas de reunião, centro de operações e ambientes de apoio. A circulação acontece pelo vazio central.

Escritórios (Agências)

Leo Burnett - NPC Grupo Arquitetura
Esta obra, sede brasileira da agência em São Paulo, integra dois edifícios num conjunto único. Trabalho e descontração se misturam num ambiente de convivência permanente: as salas dos vice-presidentes ficam em torno de locais de passagem e, na cobertura, as salas de reuniões estão perto de uma galeria.

  • Divulgação

    A Hermes Ebanesteria, da Ângela Roldão Arquitetura, venceu a categoria Lojas e Showrooms. Um galpão abandonado, com tubulações e estrutura metálica aparentes, tornou-se uma loja de móveis, armários e pisos em Belo Horizonte (MG)

Hotelaria

Colônia de Férias do SESC - Teuba Arquitetura e Urbanismo
A unidade do Sesc em Bertioga, litoral de São Paulo coloca em prática o conceito do ecologicamente correto funcional. O resultado: conforto térmico, transparência e fluidez, ventilação cruzada nos quartos, materiais de construção tradicionais e renováveis e grandes varandas centrais interligadas.

Bares e Restaurantes (Bares)

Café Estação Ciência - Una Arquitetos
Prestes a ser tombado pelo Patrimônio Histórico, o Centro de Difusão Científica do CNPq e da USP, no bairro paulistano da Lapa, abrigou uma tecelagem e plataformas ferroviárias no início do século 20. Instalado na antiga plataforma de embarque, o café não interfere nesse conjunto.

Bares e Restaurantes (Restaurantes)

Kaá - Studio Arthur Casas Arquitetura e Design
A parede coberta de plantas oriundas da mata Atlântica dá profundidade ao espaço. Uma estante divide o enorme ambiente em duas áreas distintas. O teto de lona abre automaticamente. Com mobiliário contemporâneo, a filosofia é proporcionar ao paulista urbano um escape ao caos.

Lojas e Showrooms

Hermes Ebanesteria - Ângela Roldão Arquitetura
Um galpão abandonado, com tubulações e estrutura metálica aparentes, tornou-se uma loja de móveis, armários e pisos em Belo Horizonte (MG). Recuperou-se o cimento queimado, enquanto as paredes foram parcialmente descascadas. Na fachada, porta de vidro e alumínio deram lugar a um modelo de madeira.

Condomínios Residenciais (acima de três mil metros quadrados ou mais de cinco pavimentos)

Vale dos Cristais - Gustavo Penna Arquiteto & Associados
Este empreendimento em Nova Lima, MG, propõe um jeito não convencional de viver a montanha. O condomínio, construído com materiais naturais, como madeira, pedra e tijolo, cerca-se de áreas verdes. Um sistema viário claro e bem planejado e o controle de portarias garantem a segurança.

  • Divulgação

    O Vale dos Cristais, da Gustavo Penna Arquiteto & Associados, levou o prêmio na categoria Condomínios Residenciais (acima de três mil metros quadrados ou mais de cinco pavimentos). O empreendimento em Nova Lima (MG) propõe um jeito não convencional de viver a montanha

Condomínios Residenciais (até três mil metros quadrados ou cinco pavimentos)

Box House - Yuri Vital Arquitetura
Dezessete moradias de 46 metros quadrados, com dois andares e garagem individual, compõem este condomínio de baixo custo construído em São Paulo. A localização e o tamanho das janelas visaram economia de energia. Telhas sobre a laje diminuem o calor nos ambientes internos.

Residencial (praia)

Casa Trancoso - Roberto Migotto Arquitetura & Interiores
Vidro e madeira dão forma a esta casa na Bahia. Inúmeras e amplas aberturas captam luz e propiciam ventilação cruzada, dispensando ar condicionado. Os revestimentos internos foram escolhidos para proporcionar conforto acústico: esquadrias e painéis de madeira, forro de fibra natural e piso de resina.

Residencial (campo)

Casa em São Luís do Paraitinga - Libeskindllovet Arquitetos
Os moradores queriam fazer passeios na mata, nadar no lago e observar a paisagem. A proposta: um pavilhão térreo de concreto aparente, com extensos panos de vidro separando a área livre da construída. Ambientes sequenciais abertos enquadram o lago à frente e a mata Atlântica nos fundos.

Residencial (cidade)

Casa Corten - Studio mk27
Esta casa, em um terreno estreito e comprido, traz no térreo um deck com lareira e na cobertura uma piscina aquecida com vista para o Parque do Ibirapuera, em São Paulo. O diálogo entre as texturas (da placa enferrujada, da pedra, da madeira, da massa branca e do vidro) constrói o espaço.

Menções Honrosas

Arquiteto Ruy Rezende
O homenageado em Sustentabilidade é o Edifício Cidade Nova, no Rio de Janeiro, projetado pelo arquiteto Ruy Rezende. Ao aliar técnicas construtivas eficientes e preocupar-se com questões sociais e urbanísticas, este empreendimento foi o primeiro na capital fluminense a receber o Leed (Liderança em Energia e Design Ambiental), certificação criada pela americana Green Building Council.

Botti Rubin Arquitetos
Pelo conjunto da obra o homenageado é o escritório paulista Botti Rubin Arquitetos, comandado por Alberto Botti e Marc Rubin. Desde 1955 atuando em parceria, a dupla coleciona trabalhos que permeiam todas as áreas da arquitetura – de casas a edifícios residenciais, comerciais, culturais e escolares, passando por hospitais, shopping centers e projetos de planejamento urbano.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
BBC
UOL Estilo
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
BBC
do UOL
Casa e Decoração
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Topo