Casa e decoração

Veja projeto vencedor do concurso para reurbanização da rua Frei Caneca, em São Paulo

Da Redação

23/03/2010 21h33

Transformar a rua Frei Caneca, em São Paulo (SP), em um ponto de encontro seguro, harmonioso e acessível. Essa é a ideia do plano proposto pelo escritório FMC Arquitetura, dos arquitetos Conrado Garcia Ferrés, Thais Milani e Roberto Campanhã, em parceria com o ateliê catalão Fondarius Arquitectura, do arquiteto Federico Calabrese. O projeto acaba de vencer concurso realizado pela associação GLS Casarão Brasil e pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), que teve 31 trabalhos inscritos.

Os profissionais criaram um redesenho completo de calçadas e mobiliário urbano para a região, com a intenção de recuperar o espaço urbano, bastante degradado. Segundo Garcia Ferrés, ao esboçar o projeto, eles pensaram em primeiro lugar em dar prioridade ao pedestre sobre os veículos, de forma a enfatizar a identidade residencial e comercial da rua e transformá-la em uma praça ou num centro comercial ao ar livre. Assim, só veículos de moradores e comerciantes estabelecidos na Frei Caneca terão acesso ao trecho central da rua, cujo leito será nivelado com as calçadas. Nas extremidades o tráfego será normal. Pavimento permeável, inclusive trechos com grama, estão previstos no projeto.

Especial atenção foi dedicada ao mobiliário urbano. De acordo com o projeto, iluminação, bancos, postes e sinalização serão feitos de tubos circulares de aço galvanizado e pintado, que irão ancorados a um dado de concreto com dimensões variáveis em função da sua altura e peso. O efeito, segundo os arquitetos, serão "árvores de luz", que se tornarão ícones da rua.

  • FMC Arquitetura / Fondarius Arquitectura

    No alto, perspectivas de diversos pontos da rua; no centro, a implantação desses trechos
    e acima cortes mostram como a Frei Caneca deve ficar caso o projeto seja executado

Para concretizar o projeto, a associação GLS Casarão Brasil irá negociar a execução das obras de infraestrutura subterrânea com a prefeitura e a troca de calçadas e de mobiliário urbano com empresários e comerciantes da região. Se for aprovada pelo poder público e iniciativa privada,  o bairro Cerqueira César, onde a rua se localiza,  mudará completamente. "Nós, cidadãos, temos em comum um território que cada vez nos pertence menos. As cidades em que exercemos o nosso esforço diário estão fragmentadas em áreas cada vez mais delimitadas. Por isso, entendemos o espaço público como a soma, a sobreposição das ações e eventos, um lugar para tudo e para todos, um espaço híbrido, multicêntrico, dinâmico", afirma Garcia Ferrés.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Casa e Decoração
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
BBC
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
do UOL
Blog Casa de Viver
Topo