Casa e decoração

Bem ilustrado, livro traça perfil arquitetônico dos novos museus construídos no Brasil

SIMONE CAPOZZI

Editora do UOL Casa e Imóveis

11/01/2011 18h47

 

 

O livro "Museus Brasileiros", recém-lançado pela editora carioca Viana & Mosley, mostra como o fenômeno da construção dessas instituições voltadas à preservação da história e da cultura foi assimilado no Brasil. Fartamente ilustrado com fotos do excelente fotógrafo de arquitetura Leonardo Finotti, a obra traz textos do professor, historiador e crítico de arquitetura Roberto Segre.

Na introdução, Segre conta um pouco da história dos museus ao longo do século 20: como foram rejeitados nos anos de 1920 pelas vanguardas artísticas por serem “síntese e representação da cultura burguesa identificada com os prédios ecléticos do século 19”; da proposta de Le Corbusier, elaborada em 1929, que consistia uma espiral continua disposta em torno de um salão central. E também sobre como o final da Segunda Guerra muda a situação radicalmente.

O Holocausto e as duas bombas atômicas provocaram uma “angústia existentcial e o desejo de resgatar no mundo o passado histórico das múltiplas civilizações”, segundo Segre. Assim, o museu passa a ser um dos temas principais da arquitetura da segunda metade do século 20.

Efeito Bilbao

Para o autor, um dos efeitos da globalização foi a uniformização da fisionomia das metrópoles mundiais e a integração de culturas diferentes -caso da Comunidade Europeia. Ao mesmo tempo, conflitos regionais levaram a um fortalecimento das identidades nacionais, cujo efeito foi um desejo de aprofundar o conhecimento sobre as próprias tradições culturais.

“Estabeleceu-se uma concorrência entre as cidades capitais para entrar neste circuito econômico, e o tema do museu foi dos principais componentes na dinâmica do turismo internacional”, escreve Segre, referindo-se ao chamado “efeito Bilbao”, cidade espanhola que ganhou notoriedade após a construção do icônico Guggenheim, projeto arquitetônico de Frank O. Gehry.

Com novas técnicas expositivas que abrangem recursos da informática, interatividade e projeções, a estrutura dos museus mudou. Também surgiram instituições temáticas, como os museus científicos, sociais, da criança, antropológicos, design, e até os de montadoras de automóveis. Tudo isso mudou os museus por dentro e por fora.

No Brasil

Roberto Segre identifica também na América Latina a angústia causada pela destruição da Segunda Guerra e liga a experiência à construção de alguns importantes museus no subcontinente, inclusive o Museu de Arte de São Paulo (Masp) e o Museu de Arte Moderna (MAM), de São Paulo e o Museu de Arte Moderna (MAM), do Rio, entre 1947 e 1948.

Durante o período do regime militar, pouco foi feito, com exceção de algumas edições das Bienais de Arte de São Paulo e pequenos museus privados.

A volta da democracia, em 1985, intensificou a produção cultural do país e novos museus foram construídos. O autor destaca três deles: o Museu de Arte Contemporânea (MAC), de Niterói, obra de 1996 de Oscar Niemeyer; o Museu Brasileiro da Escultura (Mube), em São Paulo, de 1994, de Paulo Mendes da Rocha; e o Iberê Camargo, em Porto Alegre (2008), do português Álvaro Siza.

O livro trata de 20 museus e está dividido em quatro partes, uma delas dedicada a projetos futuros, como o Museu do Amanhã, do espanhol Santiago Calatrava, o Museu da Imagem e do Som, dos novaiorquinos Diller-Scofidio + Renfro, e o Museu do Meio Ambiente, de André Luiz Prado e Bruno Santa Cecília, todos no Rio de Janeiro.

“Museus Brasileiros”
Editora: Viana & Mosley
Autor: Roberto Segre
Fotos: Leonardo Finotti
Formato: 19 cm por 21 cm
Texto: bilíngue, português e inglês
Páginas: 200
Preço sugerido: R$ 95,00
Onde encontrar: nas livrarias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
BBC
UOL Estilo
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
BBC
do UOL
Casa e Decoração
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Topo