Decoração de ambientes

Mostra Black pretende reunir "a" grife da arquitetura em ambientes com luxo e criatividade

Kátia Kuwabara/ UOL
O arquiteto e designer Guilherme Torres assina o Living Contemporâneo da 2ª edição da Mostra Black Imagem: Kátia Kuwabara/ UOL

Giovanny Gerolla*

Do UOL, em São Paulo

22/05/2012 07h00Atualizada em 11/08/2014 14h52

Após um atraso de três dias, abre nesta sexta-feira (25) a 2ª edição da Mostra Black, em São Paulo. A exposição vem na esteira dos eventos de arquitetura, paisagismo e design de interiores e mobiliários na capital paulista e tinha abertura prevista para a última terça-feira, 22 de maio, mas por falta de um alvará da Prefeitura do Município maneve-se fechada. Com a liberação do documento, a abertura está prevista para as 11h30 desta sexta, segundo a assessoria de imprensa, e a exposição permanece em cartaz até 24 de junho de 2012. Este ano, o ponto escolhido para a instalação foi uma casa modernista dos anos 1960, assinada por Raimundo da Rocha Diniz e Sidonio Porto, em Alto de Pinheiros.

A ideia que envolve a Black é fugir um pouco do grande circuito das conhecidas mostras “coloridas”, com o propósito de dar total liberdade aos 22 profissionais convidados – nem todos novos -, responsáveis por construir através de sua interpretação espacial o que se pretende "a" grife da arquitetura e decoração. Dentre os participantes, há vários que já estiveram em outras exposições do gênero, em outros momentos da história.


Em tese, na Black, os profissionais desenvolvem o que bem entendem, dentro dos espaços a eles indicados (cada um recebe um cômodo da casa). "Não que em outras mostras nos tenham negado liberdade de criação, mas como na Black o número de participantes é menor, nosso trabalho tem maior visibilidade”, pondera o paisagista Gilberto Elkis, um dos integrantes da exposição, com experiência em eventos deste tipo. Na atual edição, ele faz a ambientação da piscina.

Já a designer de interiores Christina Hamoui não esteve na edição de 2011, mas estreia este ano em estilo “Black Tie”: “O ‘timing’ aqui é diferente; temos o propósito de inovar, sair do comum, ou daquilo que todo mundo está cansado de ver”, avalia. “Como não temos um tema a nos orientar, as ideias fluem totalmente.”

Fazer por completo

  • Kátia Kuwabara/ UOL

    Ambiente criado por David Bastos, na Mostra Black


O que há é inovação ou não, fica por conta dos olhos críticos de quem visita a mostra. Porém, o que se verifica é que fornecedores de materiais, revestimentos e objetos de decoração não diferem muito de outros eventos do gênero, com algumas opções de antiquários e importadores que vão além. Assim, de forma geral, o que faz a diferença, no fim das contas, é o gosto do arquiteto, decorador ou paisagista, de acordo com sua imaginação mais ou menos fértil em combinar elementos.  

“Quero resgatar o designer que faz tudo: desenha o móvel, o tapete, faz um mural de azulejos. Minha experiência é em design de móveis, mas também faço interiores e acho que foi exatamente isso o que interessou aos organizadores – a possibilidade de trazer algo exclusivo e que não existe (mais) no mercado”, analisa Rodrigo Almeida, que fez carreira no exterior e acaba de começar sua fase brasileira de produção. Bastante entusiasmado, preparou o escritório que homenageia Burle Marx.

Guilherme Torres, com seu Living Contemporâneo, também desenvolveu sofás, construiu um pé direito de 4 metros de altura e fez sala de recepção decorada com moto zero quilômetro, “pick up” de DJ e pinturas em estilo distante do clássico ou rococó. Frio, lindo e impressionante. Se é inovador? Cabe ao julgamento de quem observa.

Por outro lado, ao fim da segunda-feira (28), véspera da abertura, nem tudo estava no lugar. O ambiente da arquiteta Débora Aguiar, chamado “Casa Black”, ainda não estava pronto.

Este ano o paisagismo ganhou mais espaço na mostra: são 1.400 m² de área verde, nas mãos de Alex Hanazaki, Gilberto Elkis, Luiz Carlos Orsini e Rodrigo Oliveira.  E, para a visita ficar ainda mais agradável, foram criados espaços de convivência, como o restaurante projetado por Renata Seripieri e operação do Terraço Itália, a cargo do Chef Pasquale Mancini, que desenvolveu menu especial para a mostra. Caro (o ingresso custa R$ 100), o evento é ainda assim imperdível, àqueles que têm a arquitetura de interiores como regalo da vida.

Serviço
2ª MOSTRA BLACK - Arquitetura |Decoração| Paisagismo

Curadoria: Sergio Zobaran
Quando: de 25 de maio a 30 de junho de 2012
                 segunda a sábado e feriados, das 11h30 às 21h30; domingo, 11h às 19h30
Onde: rua Professor Fonseca Rodrigues, 664 – esquina com a rua Orobó, 767
Quanto: R$ 100 (preços especiais para estudantes, idosos, professores, profissionais da área e grupos)
Mais informações: www.mostrablack.com

* com colaboração de Daiana Dalfito

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Revista Ana Maria
Band Terra Viva
Projetos
Projetos
TV CARAS
do UOL
Bbel
TV Jornal
TV Jornal
Band Terra Viva
Band SP Interior
Band Terra Viva
AFP
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
Projetos
Casa e Decoração
Vírgula - Comportamento
Harper's Bazaar
Vírgula - Comportamento
Itmãe
Folha de S. Paulo
Folha de S. Paulo
It Mãe
Revista Ana Maria
TV Jornal
do UOL
do UOL
Revista Arquitetura & Construção
Vírgula - Comportamento
Casa e Decoração
TV Jornal
Revista Caras
Casa e Decoração
Vírgula - Comportamento
Folha de S. Paulo
Folha de S. Paulo
Projetos
Vírgula - Comportamento
Vírgula Comportamento
Casa e Decoração
Folha de S.Paulo
Harper's Bazaar
Projetos
Vírgula Comportamento
Revista Minha Casa
Topo