Estilo de vida

Casa do pós-guerra torna-se ícone e descortina vista de Los Angeles

@bowandarrow/ Divulgação Instagram
Living da House#22, desenhada por Pierre Koenig em 1960, é fotografada por usuários do Instagram imagem: @bowandarrow/ Divulgação Instagram

Do UOL, em São Paulo

Entre meados dos anos 1940 e 60, nasceu nos EUA o programa "Case Study Houses" - uma série de experiências arquitetônicas destinada a criar protótipos para casas eficientes, modernas e esteticamente agradáveis. As casas do pós-Guerra.

A proposta feita pela revista Arts & Architecture reuniu inicialmente oito nomes da arquitetura, senão norte-americanos natos, radicados e atuantes no país: J.R. Davidson, Richard J. Neutra, Sumner Spaulding, Eero Saarinen, Charles Eames, William Wilson Wurster e Ralph Rapson.

E o desafio, em janeiro de 1945, era “começar imediatamente o estudo, o planejamento, o design e a construção de oito casas, a fim de atender as especificações demandadas por problemas de vida e moradia na área sul da Califórnia. (...) e criar boas condições de vida para oito famílias americanas”, segundo artigo da época, na própria publicação.

O programa pesquisava a inserção das casas no âmbito global das cidades e as adequava a esses aspectos. Até 1962, havia 37 projetos em três estados – Califórnia, Nova Jersey e Arizona – e mais de 20 arquitetos e escritórios envolvidos. Algumas propostas não saíram do papel, outras foram construídas e, posteriormente, passaram por reformulações ou foram demolidas, mas algumas felizmente se mantiveram preservadas.

Ícone

A chamada House#22 é um exemplo. Construída em 1960, nas Hollywood Hills em Los Angeles, a casa projetada por Pierre Koenig (1925-2004) é um pavilhão que pretende balancear os componentes “casa, céu, piscina e vistas”. Com parte das “paredes” compostas inteiramente por panos de vidro do chão ao teto, a construção descortina uma vista privilegiada de L.A. aos moradores e visitantes.

Modernista, o projeto de Koenig conta com 214 m² de área interna, possui cobertura metálica e, talvez, seu maior atrativo seja a piscina encaixada em um “L” constituído pelos dois braços construtivos.  Pertencente à família de Buck Stahl, um jogador profissional de futebol americano, a House#22 (número que ocupava na lista do "Case Study Houses" ) ou – oficialmente – Stahl House possui uma história controversa e há quem defenda que o projeto teve as linhas orientadas por Buck. Qualquer que seja o autor – ou autores – é inegável que a qualidade estética do espaço é o que faz do projeto um dos mais conhecidos e visitados dos EUA.

Atualmente, a casa pode ser alugada para festas e eventos, é aberta à visitação e frequentemente figura em redes sociais como o Instagram. A construção que custou cerca de US$ 37 mil já foi alvo de propostas milionárias, mas a família Stahl não a vendeu. Entre filmes e outros produtos rodados na House#22 estão dois documentários sobre arquitetos: “Visual Acoustics: The Modernism of Julius Shulman” (2008) e "Eames: The Architect and the Painter" (2011).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
Projetos
do UOL
BBC
Glamurama
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
UOL Estilo
Redação
do UOL
Moda
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Redação
do UOL
UOL Mulher - Moda
Redação
Beleza
do UOL
do UOL
Topo