Estilo de vida

A conta de luz aumentou? Veja como economizar energia sem perder o conforto

Getty Images
Com dicas práticas e ações simples é possível diminuir os gastos com energia elétrica imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

A adoção de novas bandeiras tarifárias em janeiro e a revisão dos valores aprovada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e em vigor desde março significaram um aumento na conta de luz. E esse acréscimo pode se tornar ainda mais substancioso ao longo do ano, com o reajuste anual aplicado por cada distribuidora de energia. Por isso, a ordem é economizar (o bolso e o planeta agradecem!). O UOL Casa e Decoração conversou com especialistas e lista a seguir dicas de como diminuir o gasto, sem abrir mão da beleza na decoração e do conforto dentro de casa.

1.    Aproveite a luz natural

Getty Images
imagem: Getty Images

Se você quer gastar menos energia elétrica, a dica básica é priorizar a iluminação natural. Durante o dia, evite ligar as luminárias deixando as cortinas e janelas abertas. Caso não seja possível, use cortinados feitos de tecidos mais leves e translúcidos que permitam a passagem da luz do sol. Se trabalha em casa, faça-o em um cômodo com boa luminosidade natural e posicione a escrivaninha bem próxima à janela.

2.    Use cores claras nas paredes e tetos

Getty Images
imagem: Getty Images

Cores claras significam economia. Como? Quando matizes clarinhos são aplicados nas paredes e no teto, as superfícies passam a refletir e a espalhar de maneira mais homogênea e eficiente a luz, seja ela natural ou artificial, pelo ambiente. A reflexão eficaz demanda menos pontos de luz e pode ajudar no aproveitamento prolongado da luminosidade que entra pelas janelas e portas.

3.    Troque lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou LEDs

Getty Images
imagem: Getty Images

De acordo com a AES Eletropaulo(distribuidora que abastece a região metropolitana da capital paulista), as lâmpadas fluorescentesLEDs economizam até 80% de energia em comparação com as incandescentes. Embora o custo seja mais elevado, a troca é vantajosa e a longo prazo o investimento "se paga". Além de gastarem menos energia, as fluorescentes e LEDs são bastante duráveis. Segundo dados da Eletrobrás (Centrais Elétricas Brasileiras S.A.), a substituição de uma lâmpada incandescente com 60 watts por uma LED com potência equivalente, gera uma economia de R$ 36 no ano, se considerado um uso diário de quatro horas. E, enquanto a incandescente dura mil horas, o sistema LED tem vida útil média de 25 mil horas. Ficou convencido, mas não tem dinheiro agora? Troque as lâmpadas aos poucos, priorizando os cômodos de maior uso e permanência, como a sala de estar e a cozinha.

4.    Adquira aparelhos mais eficientes

Getty Images
imagem: Getty Images

Para uma economia na conta de luz e um consumo sustentável de energia, invista em eletrodomésticos com baixo nível de consumo energético. Na hora da compra de geladeiras, ares-condicionados, televisores e lavadoras, procure o selo do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), no caso dos eletros nacionais, e pela etiqueta Energy Star em aparelhos importados. Essas identificações indicam a demanda de eletricidade de cada modelo e comprovam que os produtos passaram por testes laboratoriais que atestam a eficiência energética.

5.    Esqueça a função stand-by

Getty Images
imagem: Getty Images

Nunca deixe os aparelhos ligados na tomada em "stand-by", o “modo espera” que permite ligar o equipamento diretamente, por meio do controle remoto. De acordo com dados da Eletrobrás, o consumo da função pode chegar a 12% de toda a energia utilizada na casa. Logo, a comodidade não compensa o desperdício. A saída é uma só: tire o eletrodoméstico da tomada quando o item não estiver em uso.

6.    Mude seus hábitos de uso

Getty Images
imagem: Getty Images

Pequenas ações no dia-a-dia ajudam na economia de energia em casa. Portanto, mude seus hábitos de uso:

  • Ferro de passar: acumule uma boa quantidade de roupas e passe tudo de uma só vez. Além disso, respeite a temperatura indicada no aparelho para cada tipo de tecido.
  • Geladeira: não a posicione junto ao fogão, porque o equipamento consumirá mais energia elétrica para compensar o ganho de temperatura. Mantenha-a afastada pelo menos 15 cm da parede para evitar o superaquecimento e, especialmente, evite abrir muito o eletrodoméstico e, quando o fizer, diminua o tempo em que a porta permanece aberta. Como? Por exemplo, antes de cozinhar, retire todos os ingredientes necessários de uma só vez. 
  • Ar-condicionado: durante o uso, mantenha as portas e janelas fechadas e faça a limpeza periódica dos filtros de ar para impedir sobrecargas.

7.    Em obras ou reformas, invista num bom projeto luminotécnico

Getty Images
imagem: Getty Images

Para quem pensa em construir ou reformar, o conselho é adotar um bom projeto luminotécnico, que contemple soluções econômicas e aproveite o máximo de luz natural. Tente inserir janelas e portas amplas no imóvel e, se possível, inclua pontos de iluminação zenital, a exemplo das claraboias. Use, também, sensores de presença em áreas como garagens, corredores e halls de entrada e em salas de estar e quartos, instale dimmers eletrônicos para o controle da intensidade de luz. Pode parecer bobagem, mas esses dispositivos simples oferecem reduções no consumo, ao minimizar a possibilidade de esquecer uma lâmpada acesa e diminuir a demanda de energia, quando o clima pede luz mais amena.

Fontes: Leila Dionizios, arquiteta; Rafael Meirelles David, gerente da Divisão de Estudos e Equipamentos Eficientes da Eletrobras; Rubens Leme, coordenador de usos finais de energia da AES Eletropaulo e Semíramis Alice Paz, arquiteta e designer de interiores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Da Redação
do UOL
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Moda
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
Redação
do UOL
BBC
Redação
Redação
Redação
Projetos
Redação
UOL Estilo
Estilo
Moda
do UOL
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Topo