Casa e decoração

Posso lavar? Tire esta e outras dúvidas sobre como limpar travesseiros

Getty Images
Travesseiros precisam de cuidados: limpeza frequente e substituições regulares Imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Colaboração para o UOL, de Ribeirão Preto

04/04/2016 07h02

Ácaros, fungos e bactérias se proliferam com facilidade no interior do seu travesseiro. Assim, para minimizar a presença de microrganismos e aumentar a durabilidade do produto, lave (quando possível) e proteja o objeto. Mas estes cuidados resolvem o problema? A verdade é dura: não! O travesseiro deve ser substituído anualmente ou, no máximo, a cada dois anos, porque além dos micróbios, o suor, a saliva e as secreções do couro cabeludo contaminam seu companheiro fofinho de cama.

Cuide do seu travesseiro

Leia a etiqueta!

  • As peças de espuma compacta ou poliuretano, espuma visco elástica ou látex, de modo geral, não devem ser lavadas (nem mesmo a seco). A ação mecânica de higienização pode levar à deformação do material.
  • A maioria dos produtos feitos de plumas e penas de ganso pode ser limpa, mas, muitas vezes, somente a seco. Os de microfibra são laváveis com água.
  • Em todos os modelos, especialmente nos que não devem ser lavados, coloque capas protetoras impermeáveis sob a fronha. Lave o forro quinzenalmente ou, ao menos, uma vez por mês e troque-o a cada semestre. Semanalmente, aspire o travesseiro e substitua a fronha.

Lave sem errar

  • Para os travesseiros laváveis, cheque se a higienização deve ser à mão, na máquina ou a seco.
  • A lavagem “molhada” é indicada duas vezes ao ano e evitada no inverno (dias de frio ou muita umidade).
  • Na lavadora coloque apenas dois travesseiros por vez, em pé (na máquina com abertura vertical) e um sobre outro (nos modelos com porta frontal). O ciclo ideal é o para roupas delicadas.
  • Tanto no tanque quanto na máquina, use apenas sabão líquido. Enxágue duas vezes para remover toda a espuma e substitua o amaciante por vinagre de álcool (200 ml são suficientes para dois travesseiros).

Secagem sem deformações

  • Coloque cada unidade deitada em uma superfície (de preferência um varal de chão), para facilitar a circulação de ar por todo o travesseiro. Deixe secar por dois dias em local ventilado e quente.
  • Nunca exponha diretamente ao sol, porque o calor acelera a proliferação de microrganismos no interior da peça.
  • Caso tenha uma secadora de roupas, verifique na etiqueta se o produto pode ser colocado no eletrodoméstico. 

Fontes: Lucy Mizael, personal organizer e consultora doméstica; Maria Alzira Linares e Andrea Lira, especialistas da Lavasecco e manuais dos fabricantes de travesseiros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
BBC
UOL Estilo
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
BBC
do UOL
Casa e Decoração
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
Topo