Vida em casa

Boxe de vidro corre menos risco de quebrar com manutenção e limpeza correta

Getty Images
Imagem: Getty Images

Juliana Simon

Do UOL

02/12/2016 13h46

Na última sexta-feira (25), a personal trainer carioca Daniela Chaseliov postou, em uma rede social, um relato e algumas fotos sobre a quebra de seu boxe de vidro da marca Blindex. O acidente causou ferimentos em seu filho, João Guilherme. Felizmente, o garoto de 6 anos sofreu apenas pequenos cortes no braço, mas o susto foi grande e gerou revolta de consumidores do Brasil todo.

Segundo Daniela, a intenção da publicação (que viralizou em poucas horas) foi justamente chamar atenção para um problema que é mais recorrente do que muitos imaginam. Com uma simples busca na internet, é possível encontrar histórias muito parecidas de boxes que parecem ter "explodido" sem qualquer motivo aparente.

Reprodução/Facebook
Boxe de Daniela Chaseliov deu um grande susto em seu filho de 6 anos Imagem: Reprodução/Facebook
A repercussão do caso chamou a atenção da marca, que afirma estar em franca campanha para evitar esse tipo de ocorrência. A Blindex informa que é necessário fazer a manutenção anual do produto, que inclui não só os vidros, como também roldanas, travas, aparadores, guia, suporte de parede, puxador e dobradiça, como recomendado pela norma ABNT NBR 14207.

Vistoria? Que vistoria?

Você conhecia essa determinação? Assim como Daniela, a maior parte dos consumidores não sabe que a vistoria e a manutenção anuais são recomendadas. Porém, segundo Glória Cardoso, coordenadora de marketing da Blindex, a informação consta no manual de conservação e limpeza, que é (ou deveria ser) entregue ao consumidor junto com o boxe, no momento da instalação.

Em 2008, a Proteste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor) notificou a fabricante pela inadequação das informações a respeito do produto. Segundo Maria Inês Dolci, coordenadora institucional do órgão, os dados no site da empresa e o alerta feito no ato da venda não são suficientes para proteger o consumidor e futuro usuário. No caso de Daniela, há o agravante de que o acidente aconteceu com o boxe de um imóvel alugado e é comum que informações sobre o ano da compra e a determinação de vistoria anual sejam esquecidas durante o contrato.

Para evitar mais problemas, "pedimos que essa previsão para próxima vistoria viesse escrita no próprio vidro. É importante ter em mãos garantia, documentos e manuais, mas esta informação deve estar mais visível para o usuário", alerta Dolci.

A Blindex responde que a ideia de identificar fisicamente o vidro e indicar a próxima manutenção existe. Mas, "por se tratar de um item que envolve o 'design' do banheiro, os consumidores não costumam permitir a colagem de etiquetas ou adesivos. Por essa razão nosso produto possui um código único (DNA), numérico e sequencial que o identifica”, declara a empresa.

Cuidados extras

A ênfase dada à necessidade desta vistoria periódica não é uma unanimidade, uma vez que o vidro temperado é cinco vezes mais resistente que o comum. Mas, ainda assim, há o risco de quebra por inúmeros fatores alheios à qualidade do produto, considerada alta por especialistas. De acordo com professor do departamento de Engenharia de Materiais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Edgar Dutra Zanotto, "o vidro temperado é muito mais resistente que o comum, mas também pode se romper. No ambiente propício a choques, como é o banheiro, o material corre ainda mais risco".

Os engenheiros consultados pelo UOL, no entanto, alertam para uma questão crucial para a manutenção da segurança do vidro: a limpeza correta. "Produtos como saponáceos ou a secagem com panos sujos de poeira e/ou areia podem causar riscos e micro fissuras que vão aumentando a cada limpeza, e aí uma batida e pode causar o estilhaçamento", afirma Zanotto. Segundo o professor, esse material deve ser higienizado somente com água, bucha de fibras suaves, produto que dissolve gordura e um rodinho de borracha. E na hora de enxugar, resista! O vidro deve secar ao natural.

"Além da limpeza, a melhor maneira de se manter as características e a durabilidade do vidro temperado, em suas diversas aplicações é observar o cuidado diário. Não bata no vidro com objetos duros ou pontiagudos e evite o contato do vidro com materiais rígidos, como metais, pedras, outros vidros etc.", afirma o professor Samuel M. Toffoli, especialista em Vidros e Materiais Cerâmicos e docente do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP).

Película ameniza o problema

Um fator extra de proteção contra eventuais problemas é a película de segurança. De acordo com os professores ouvidos pela reportagem, o vidro temperado é o material mais recomendado para o uso em banheiros e a película adesiva (filme) ajuda na redução dos efeitos da quebra, por "aglutinar" os estilhaços. 

O material, que deve ser aplicado por profissionais especializados e de acordo com as normas técnicas, evita que os pedacinhos atinjam diretamente uma pessoa ou que se espalhem pelo chão, o que pode causar ferimentos. A repercussão do post de Daniela chegou à Blindex, que prometeu substituir o produto quebrado por uma versão mais segura, lançada em 2015, que contém a película de segurança.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Folha de S.Paulo
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
Vírgula - Comportamento
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
BBC
Casa e Decoração
Folha de S. Paulo
Redação
do UOL
UOL Estilo - Casa e Decoração
do UOL
do UOL
Folha de S. Paulo
do UOL
do UOL
Vírgula Comportamento
do UOL
Folha de S.Paulo
do UOL
Folha de S. Paulo
Casa e Decoração
Vírgula Comportamento
Revista Ana Maria
do UOL
do UOL
do UOL
Vírgula Comportamento
do UOL
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
Revista Minha Casa
Casa e Decoração
Folha de S.Paulo
do UOL
UOL Estilo - Casa e Decoração
do UOL
Topo