Casa e decoração

Bunker Doce Bunker: como a elite tem preparado sua casa para o apocalipse

Reprodução/CNN
Survival Condo, no Kansas, EUA: complexo de luxo que é uma espécie de "bunker comunitário" enfiado num antigo silo de míssil Imagem: Reprodução/CNN

Do UOL, em São Paulo

21/03/2017 13h40

Com armamentos avançados nas mãos das grandes potências mundiais, nada mais comum do que achar que o apocalipse está próximo --tal qual durante a Guerra Fria. Exagero ou não, o lance é que quem tem grana no bolso já anda se preparando para tempos sombrios morando em verdadeiros bunkers de luxo.

Por definição, os bunkers são fortes construídos com concreto armado e aço, cuja finalidade é abrigar pessoas em situação de guerra para protegê-las de mísseis e bombas. Eles podem ser total ou parcialmente subterrâneos.

Só que os abrigos montados há décadas são bem diferentes das opções sofisticadas que o mercado imobiliário oferece hoje em dia. Sim, é possível contar com piscina aquecida, sala de ginástica, sala de cinema e outros itens que colaboram para que o tédio passe longe da permanência nesses locais.

"Os bunkers do seu pai ou avô não eram confortáveis. Eram cinzas e com estrutura toda de metal, como se fossem um navio ou uma área militar. E a verdade é que o ser humano não consegue sobreviver a longo prazo em um ambiente tão sombrio", argumenta à CNN Robert Vicino, empresário do ramo que é presidente da Vivos, companhia alemã responsável por vários desses projetos milionários.

De acordo com o veículo norte-americano, cada vez mais pessoas estão investindo suas posses nesse tipo de abrigo --em reportagem, o Hollywood Reporter apontou que atores de Hollywood e até o magnata Bill Gates estão também apostando na construção de bunkers em suas propriedades. Gary Lync, coordenador da empresa texana Rising S Company, revela que, em 2016, a procura cresceu 700% na empresa, em comparação a 2015 --sobretudo graças à eleição de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos.

A construção de um bunker em uma casa depende da estrutura e decoração. Ela pode começar custando US$ 38 mil (quase R$ 120 mil) e ultrapassar US$ 8 milhões (quase R$ 25 milhões).

Reprodução/Survival Condo
Estrutura do Survival Condo, no Kansas Imagem: Reprodução/Survival Condo
Comunidade subterrânea?
Tem quem prefira viver sozinho, construindo o abrigo em sua própria casa, e há aqueles que não dispensam a companhia dos vizinhos para que a experiência se aproxime mais da vida normal. Esses "bunkers comunitários" geralmente são montados em antigos bunkers militares e silos de míssil (famosas instalações subterrânea usadas para armazenar e lançar mísseis) construídos pelos governos norte-americano e soviético durante a Guerra Fria. 

Essas áreas possuem sistema de energia, de purificação de ar e água, e filtro com proteção NBQ (nuclear, biológica e química). A maior parte deles garante reserva de alimentos por mais de um ano por pessoa e muitos possuem jardim hidropônico para garantir outras opções de comida. As equipes que estão trabalhando na evolução desses tipos de projetos imobiliários também querem criar outras estruturas para a sobrevivência a longo prazo, como a disponibilidade de médicos e professores nesses locais.

O Survival Condo é um dos casos mais conhecidos, com várias opções de apartamentos e áreas de lazer em uma espécie de prédio subterrâneo. Os apartamentos luxuosos custam a partir de US$ 3 milhões (quase R$ 10 milhões).

Um dos abrigos, intitulado Vivos xPoint, é próximo ao Black Hills, na Dakota do Sul, nos EUA, e consiste em 575 bukers militares que serviram à Army Munitions Depot até 1967. As ofertas são mais acessíveis. Atualmente convertidos em espaços para acomodar cerca de 5 mil pessoas no total, cada bunker tem seu interior decorado pelos donos e seus valores vão de US$ 25 mil a US$ 200 mil (R$ 77 mil a R$ 620 mil). 

Reprodução/Survival Condo
Silo de míssil no Kansas que hoje abriga o Survival Condo Imagem: Reprodução/Survival Condo
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
do UOL
Casa e Decoração
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Erratas
do UOL
do UOL
Revista Ana Maria
do UOL
do UOL
Projetos
do UOL
Projetos
do UOL
Projetos
do UOL
Casa e Decoração
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
do UOL
Topo