Estilo de vida

Casa uruguaia é estruturada em concreto e tem acabamento em chapas de OSB

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

31/03/2015 07h02

Em um terreno estreito e comprido de esquina, em um bairro calmo de Montevideo, no Uruguai, está a Casa Buceo, projetada pelos arquitetos Marcelo e Martín Gualano.  A estrutura apresenta a disposição típica de uma morada unifamiliar: três dormitórios no pavimento superior, enquanto estar, jantar, cozinha e serviços se distribuem no inferior. Pouco típica, porém, foi sua implantação com fachada principal (norte) voltada para a rua lateral a acompanhar a maior extensão do terreno (17,5 m) e, portanto, a maior incidência do sol.

A fachada em si, também, atípica exibe dois volumes bem distintos: o térreo é estruturado por  blocos de concreto e detém fechamentos laterais com portas e janelas do piso ao teto em vidro. O superior destaca uma caixa de concreto, ora fechada pela delgada parede de concreto perfurado (com sete centímetros de espessura), ora por ripas de madeira que funcionam como brises.

Estruturas suspensas

Essa caixa suspensa esconde ainda uma varanda integrada ao dormitório principal, que permite máxima privacidade, mas não despreza a boa iluminação natural para a área de descanso. A ‘caixa-varanda’ quase flutua sobre a área aberta no térreo ao ser apoiada por tensores duplos e não tocar o muro verde que delimita o terreno e dá privacidade aos usos do pavimento ao rés do chão.

A disposição dos volumes cria ainda a sobreposição de pátios que é, também, motivo de diferenciação para a arquitetura que ocupa uma pequena parcela do terreno em sua porção mais baixa, mas quase a totalidade da área no pavimento alto. Assim, a área construída se sobrepõe à do lote, mas permite que haja espaço livre para o quintal.

Acabamentos mínimos

Pelos materiais utilizados na estruturação: concreto armado aparente, madeiras, blocos e vidro, os acabamentos quase não foram exigidos e dessa “escassez” decorre a redução das manutenções. Para os materiais citados, a ideia é de que cada um deles seja capaz de absorver o envelhecimento natural e incorporá-lo à concepção arquitetônica da obra, enriquecendo-a. 

Por fim, do ponto de vista econômico, o projeto oferece uma ótima solução ao manejar recursos naturais em texturas e formas simples – uma abstração a serviço do espaço e de seu melhor e mais duradouro uso; pois a arquitetura modula a luz, a ventilação e a circulação entre os ambientes, seja ela visual ou física. 

Ficha técnica

Casa Buceo, Montevidéu, Uruguai

Projeto de Marcelo Gualano e Martín Gualano

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 125 m²
  • Área Construída 135 m²
  • Início do Projeto 2004
  • Conclusão da Obra 2005
  • Projeto Marcelo Gualano e Martín Gualano
  • Projeto de Arquitetura Marcelo Gualano e Martín Gualano

Mais Estilo de vida

Topo