Casa e decoração

Cobertura de edifício em São Paulo preza nichos de natureza

26/01/2011 07h00

O topo de um prédio na região da Bela Vista, em São Paulo, mais parece uma ilha no agitado bairro, localizado entre o centro e a Avenida Paulista. O condomínio residencial ganhou um pouco da beleza e serenidade da natureza no projeto paisagístico da arquiteta Christiane Ribeiro e do engenheiro agrônomo Rodolfo Gêiser, contrastando com o caos da metrópole paulistana.

 

O paradoxo entre a amplitude do céu e os pequenos nichos criados utilizando diferentes espécies de vegetação traz aconchego. O desafio maior do projeto era integrar diversos espaços de lazer de maneira que o conjunto tivesse charme e harmonia, ainda mais porque serviria a um público eclético de pessoas: jovens e idosos, casados e solteiros, crianças e adolescentes. “Criamos diversos nichos de espaços verdes com o objetivo de trazer intimidade entre um ambiente e outro”, explica a arquiteta Christiane Ribeiro. Assim, foram desenvolvidas as diferentes áreas para a piscina; os pátios de estar; o espaço para churrasco e; no extremo oposto da piscina (onde, teoricamente, se concentram o falatório e as brincadeiras) está o espaço zen, um ambiente silencioso, mais reservado, indicado para descansar, ler, não pensar em nada ou meditar.

 

  • Arte UOL

    Planta do projeto mostra a piscina à direita, oposta ao espaço zen, no extremo esquerdo

Além da beleza, a técnica

O jardim de cobertura foi construído em piso elevado, isto é, há um intervalo entre o topo da cobertura, que é impermeabilizada, e os pisos e caixas que comportam a vegetação. “Esse espaço intermediário serve para escoamento das águas de chuva e de lavagem do piso. O objetivo desse tipo de solução é facilitar a manutenção do jardim e eventuais reparos”, afirma o engenheiro agrônomo Rodolfo Geiser.

E por falar em manutenção, além de garantir contraste e sombra, as espécies escolhidas para esse tipo de projeto devem ser fáceis de cuidar e de podar. Também é importante que a vegetação, nesse caso, seja de pequeno porte, mais adequada para ser plantada em cobertura e compatível com a pouca profundidade de terra das jardineiras construídas. (ISABELA LEAL, colaboração para o UOL)

Ficha técnica

Cobertura em São Paulo, São Paulo (SP)

Projeto de Rodolfo Geiser Paisagismo e Meio Ambiente

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 1.200 m²
  • Área Construída 300 m²
  • Início do Projeto 2008
  • Conclusão da Obra 2009
  • Projeto Rodolfo Geiser e Christiane Ribeiro
  • Projeto Luminotécnico Rodolfo Geiser Paisagismo e Meio Ambiente
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
BBC
UOL Estilo
UOL Estilo
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
BBC
do UOL
Casa e Decoração
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
Topo