Casa e decoração

Construção intrincada custa 650 mil euros e sustenta casa sobre precipício

Giovanny Gerolla

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/09/2015 07h00

“Uma casa no ar, sobre as águas”. Essa é a definição dada pelos projetistas do escritório Fran Silvestre Arquitectos para a Casa do Penhasco, um monólito de linhas retas, inteiramente branco que, suspenso, se debruça sobre o mar Mediterrâneo.

A casa fica em um local relativamente árido com solo calcário e vegetação de estepe – formações arbustivas, plantas rasteiras e cactos -, os terrenos são rochosos e abruptamente inclinados, formando paredões que terminam dentro d'água. O município é Calpe, na província de Alicante, é uma comunidade autônoma valenciana com área de 23,5 km² e pouco menos de 30 mil habitantes.

Pequena, mas de vasto horizonte, a cidade é um balneário turístico de luxo e ter uma casa ali é mais que um sonho. No caso da Casa del Acantilado (o nome espanhol do projeto), o investimento, só com a construção, chegou a EUR 650 mil.

Para desenha-la, o partido arquitetônico só poderia ter sido o entorno, a paisagem. O terreno fica de frente para o mar em uma montanha inclinada e rochosa. Para movimentar pouca terra e evitar escavações e terraplenagens, o jeito foi suspender o pavimento residencial.

A solução estrutural previu um esqueleto metálico robusto e provisório, que segurou o andamento da obra que erigiu um conjunto tridimensional de lajes delgadas de concreto armado e uma justaposição de telas metálicas, que permitiram assentar a casa segundo a inclinação natural do relevo. Por fim, o bloco de concreto foi ancorado às rochas da encosta e o apoio temporário, removido.

Em alvas camadas

Em um platô preexistente, na cota inferior a da morada, está uma piscina de borda infinita, que “aproxima” o mar do penhasco e, portanto, da casa. A sensação é de que se pode “caminhar sobre a superfície do Mediterrâneo”. O elemento que faz a ligação entre os ambientes internos e a piscina é uma escada em dois lances. Escultural, ela se destaca da fachada e conclui uma geometria reta e mínima.

Para não concorrer com o entorno, tudo é branco, quase etéreo, na Casa do Penhasco: a arquitetura materializa a simplicidade de se estar à beira-mar. Nos interiores, o branco predomina e os poucos móveis sem rebuscamento inibem as distrações de quem observa e se concentra na natureza.

Na proposta do designer Alfaro Hofmann, até os eletrodomésticos ficam escondidos. A ideia é que a Casa do Penhasco, como num sussurro divino, diga: “Olhe lá fora”. Com grandes portas de correr livres de esquadrias espessas e feitas de vidro, a conexão com o horizonte é algo inevitável. O lado mais onírico desse projeto, porém, é proposta arquitetônica que "vive" a paisagem e propõe um patamar quase utópico para a experiência sensorial.

 

Ficha técnica

Casa del Acantilado, Calpe, província de Alicante, Espanha

Projeto de Fran Silvestre Arquitectos

Detalhes do projeto
  • Projeto Fran Silvestre e María José Sáez
  • Equipe Maria Masià, Adrián Mora, Jordi Martínez e José V. Miguel
  • Projeto de Arquitetura Fran Silvestre e María José Sáez
  • Projeto de Decoração Alfaro Hofmann
  • Projeto Estrutural - Concreto David Gallardo
  • Construção Construcciones Alabort
  • Gerenciamento da Obra Vicente Ramos, Esperanza Corrales e Javier Delgado
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Topo