! Em prédio assinado por Ruy Ohtake, reforma revive onda anos 1980 - 23/04/2013 - UOL Estilo de vida

Apartamentos

Em prédio assinado por Ruy Ohtake, reforma revive onda anos 1980

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

Fazer reforma em um edifício projetado por Ruy Ohtake é ter, já de saída, metade do caminho percorrido. “O apartamento do Triomphe, no Real Parque, São Paulo (SP), tinha planta bem resolvida para seus 260 m²”, justifica a arquiteta Crisa Santos, que investiu em alterações mínimas na área da cozinha com serviços e em algumas adaptações no acesso para os dormitórios.

Com projeto de 1984, o Triomphe – que abrigou o próprio Ruy Othake como morador - integra e amplia espaços internos através de varandas curvas e contínuas fachadas em vidro que interligam salas e dormitórios e, do lado de dentro de cada unidade, conta com um bloco curvo de concreto (elevador) que delimita os espaços de jantar e estar.

“Tentamos manter os interiores bem fluidos: as salas eram ‘fundas’, livres de obstáculos como paredes ou pilares, apesar do elevador central. Todo o espaço ao redor deste volume configurava-se aberto e voltado para as grandes janelas”, relata a arquiteta.

Amplo e integrado

A intenção de integrar, no projeto original, não foi só motivo retórico. Ruy Ohtake levou a sério a proposta e para os moradores que pretendiam separar funções no espaço, o trabalho foi redobrado.

O casal, com dois filhos e visitas frequentes de pais e irmãos para almoços nos finais de semana, precisava de um lugar que abrigasse desde uma grande mesa de refeições ao canto sossegado para descansar e tomar café. “Iluminamos um pouco mais a sala de estar, e colocamos ali a TV de plasma embutida, para agregar função e dar mais movimento ao amplo espaço integrado, de reunião para a família”, explica Santos.

Como já havia sido reformado uma vez antes da entrada dos novos moradores, a arquiteta optou por redesenhar um lavabo para sala de estar, trazendo sua porta para o ponto original, ou seja,  a circulação que liga área social à íntima - esta com duas suítes, um closet, um dormitório e o escritório.

Na cozinha a modificação foi mais drástica:  para ampliar a área de trabalho e facilitar a movimentação das crianças e dos animais domésticos, um dos dois quartos de empregada pré-existentes foi transformado em depósito e a antiga despensa acabou incorporada à cozinha propriamente dita.

A reforma anterior não alterara fios e cabos elétricos, que estavam remendados, e eram conduzidos por velhos eletrodutos de ferro de bitola inferior à necessária para os cabeamentos modernos.  Prevendo maior quantidade de equipamentos eletroeletrônicos, foram instalados novos dutos de PVC embutidos no forro de gesso, ligados ao quadro elétrico com disjuntores mais seguros e com capacidade para suportar aparelhos de ar condicionado. Estes reparos estruturais são inevitáveis quando se opta em habitar o patrimônio histórico e arquitetônico da cidade.

Ficha técnica

Real Parque, Real Parque, São Paulo (SP)

Projeto de Crisa Santos (reforma) e Ruy Ohtake (arquitetura, déc. 1980)

Detalhes do projeto
  • Área Construída 260 m²
  • Início do Projeto 2008
  • Conclusão da Obra 2009
  • Projeto Crisa Santos
  • Equipe Crisa Santos
  • Colaboradores Denise Romansina
  • Projeto de Arquitetura Ruy Ohtake
  • Projeto de Decoração Crisa Santos
  • Projeto Luminotécnico Crisa Santos Arquitetos
Topo