Casa e decoração

Reformado, apartamento de 190 m² na Av. Paulista ganha ares contemporâneos

24/10/2010 10h00

Bastou o arquiteto José Armênio de Brito Cruz, um dos titulares do escritório paulistano Piratininga Arquitetos, derrubar paredes para renovar a arquitetura e a ocupação deste apartamento, situado no alto de um edifício projetado em 1952 pelo modernista Abelardo de Souza. Com o novo desenho, o imóvel, que possuía três dormitórios, e já havia sofrido modificações anteriores, ficou com a circulação mais fluída, a distribuição dos cômodos racionalizada e o visual mais urbano.

Bem localizado, o apartamento, que estava relegado ao posto de "depósito de obras de arte" quando, recém-separado, o proprietário, dono de uma galeria em São Paulo, decidiu habitá-lo novamente, contratando o arquiteto José Armênio para traduzir as suas necessidades e as de seu filho em espaços atuais. O proprietário deu total liberdade para o amigo e colaborador de outras empreitadas, realizando um único pedido: "Por favor, faça o que quiser."

Dança dos ambientes

"O projeto foi pensado como um apartamento para dois rapazes, cada qual ocupando uma parte do imóvel, nas extremidades do andar", descreve José Armênio. A cozinha foi transferida de lugar, juntando-se a sala, e o espaço antes ocupado pela área de serviço abriga agora o quarto do rapaz. O cômodo do antigo bar acoplou-se à sala, e os dois quartos integrados deram lugar à bela suíte do galerista, com uma vista que alcança o Pico do Jaraguá (nada mal!)

Na área social, um volume construído com painéis de concreto armazena uma série de equipamentos, como despensa, biblioteca, geladeiras, televisão e banheiros. A cobertura metálica sobre o volume é uma calha técnica e espinha dorsal do apartamento. Dela partem calhas menores que distribuem as instalações elétricas e a iluminação pela casa.
 

  • Arte UOL

    Em amarelo, as paredes que foram alteradas pela reforma. A intervenção instalou uma suíte onde ficava a área de serviço, integrou a cozinha ao living e criou uma ampla suíte máster

O arquiteto criou soluções para harmonizar as esquadrias do prédio ao novo conceito do apartamento, "criando relações espaciais inusitadas, tanto interna quanto externamente", ressalta o arquiteto. No quarto do filho, por exemplo, foi instalada uma esquadria sobre a antiga apenas pelo lado de dentro, com o que a fachada permanece inalterada.

Em meio à demolição das paredes, o galerista começou a namorar uma arquiteta de interiores, e a quatro mãos, eles decoraram o apartamento. Parte do mobiliário, o galerista carregou consigo, outra parte comprou junto com a namorada. Os detalhes, eles foram construindo ao longo desse um ano. Mas uma coisa é certa: o apartamento vive em constante mutação com o vai e vem das obras de arte. (Silvana Maria Rosso, colaboração para o UOL)

Ficha técnica

Apartamento na Paulista, São Paulo

Projeto de Piratininga Arquitetos Associados

Detalhes do projeto
  • Área Construída 190 m²
  • Conclusão da Obra 2009
  • Projeto José Armênio de Brito Cruz, Fabiana Terenzi Stuchi (coordenadora)
  • Equipe Julie Trickett, Bruno Salvador, Leonardo de Araújo Cunha
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S.Paulo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Casa e Decoração
do UOL
Casa e Decoração
do UOL
BBC
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
do UOL
Blog Casa de Viver
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
do UOL
Blog Casa de Viver
Folha de S.Paulo
Folha de S.Paulo
do UOL
Blog Casa de Viver
Topo