Cerimônia de casamento

Vai se casar? Evite 6 gafes comuns envolvendo os padrinhos

Reprodução/Instagram/@jonas.mbt
Padrinhos do casamento da musa fitness Gabriela Pugliesi e Erasmo Viana com roupas iguais Imagem: Reprodução/Instagram/@jonas.mbt

Gabriela Guimarães e Marina Oliveira

Colaboração para o UOL

15/05/2017 04h00

Padrinhos e madrinhas deixaram de ser apenas testemunhas do casamento e passaram a participar de várias etapas da celebração. Mas isso precisa ser de forma natural e não forçada. A seguir, veja seis gafes comuns para não ser deselegante com as pessoas que você escolheu para estar no altar ao seu lado:

1. Determinar as roupas que eles devem usar

É verdade que nas fotos fica mais bonito ver padrinhos e madrinhas com roupas que combinam entre si e ainda harmonizam com o cenário da festa. Mas exigir que eles usem trajes que nada têm a ver com seu estilo pessoal é algo que os especialistas condenam. Gravata borboleta e suspensório estão em alta, mas podem deixar homens mais velhos -- ou mesmo fãs do estilo clássico -- extremamente desconfortáveis. O mesmo vale para as madrinhas: obrigá-las a usar determinado modelo de vestido ou cor pode não deixá-las à vontade, já que nem sempre as escolhas valorizam a beleza de todas as mulheres. Se quiser padronizar a cor, ao menos deixe que as madrinhas escolham tons que combinam melhor com sua pele. Já para os padrinhos, uma ideia é presenteá-los com uma gravata e sugerir que eles usem um tom de terno em comum, mais claro ou mais escuro.

2. Roubar horas de festa deles

Padrinhos não são como os outros convidados. Eles têm uma participação especial na cerimônia e, por isso, cumprem algumas exigências: precisam chegar mais cedo ao casamento, ficam de pé durante toda a cerimônia, não podem ir para a festa antes de tirarem fotos posadas... Mas convém não abusar deles. Assim como todas as outras pessoas presentes, a ideia é que eles curtam a celebração. Por isso, organize o cronograma do dia para que todos -- incluindo os noivos -- não percam mais do que uma hora com protocolos.

3. Exigir que eles paguem mico com você

Os vídeos com padrinhos fazendo coreografias no casamento viralizam tanto que muitos noivos desejam copiar a ideia. Só que fazer graça na frente de centenas de convidados não é para qualquer um e pode tirar do sério os padrinhos mais reservados. Exigir que as pessoas de que você gosta sejam colocadas em situações desconfortáveis é uma forma de desrespeito. Antes de seguir com qualquer ideia que envolva o grupo, converse com cada um.

4. Convidar padrinho apenas por educação

Devem estar no altar as pessoas que fazem parte da vida do casal e não os parentes que os pais pediram para convidar, o chefe ou o atual crush do melhor amigo. Quem foram as pessoas que nos últimos anos estiveram ao lado sempre que ambos precisaram? São elas que devem ser escolhidas. Não precisa pensar duas vezes para separar casais de namorados; já com os cônjuges é preciso cautela: vale conversar com a pessoa escolhida antes, para evitar saias justas. O formato de cortejo no estilo casamento americano é uma boa saída para essas situações, já que os homens entram separados das mulheres: as amigas dela de um lado e os amigos dele do outro.

5. Entregar uma lembrança aos padrinhos no dia da festa

Os padrinhos esperam um presente dos noivos, não dá para negar. Pode ser uma garrafa de champanhe, um caixa de bem-casados ou um porta-retrato. Mas a recomendação é entregar o mimo com o convite ou em um almoço dedicado aos padrinhos, não durante o casamento. No dia, esse momento pode acabar sendo vivido de forma automática -- afinal, todos querem ir logo para a festa. Também não são raros os padrinhos que, na empolgação do evento, perdem a lembrança. Melhor não arriscar.

6. Supor que eles vão bancar os custos do chá e da despedida de solteiro

Se for para eles pagarem alguma festa pré-casamento, que seja porque quiseram e não porque foram obrigados. O que você pode propor é que eles ajudem na organização -- com as brincadeiras ou sugerindo locais para o evento, por exemplo. Se, a partir daí, os amigos se oferecerem para pagar, ótimo. Caso contrário, os noivos devem assumir os gastos sem fazer cara feia.

Fontes: assessoras de eventos Andresa Vaz Freitas, da Fica, Vai ter Bolo!; Betta Lima; Daniela Schwed, da R&D Assessoria e Organização de Eventos; Ester Cresciulo, da E agora Antônio?; Juliana Oliveira; Lu Carniti e Roberta Canuto, da Casa de Dois. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
Casamento
do UOL
do UOL
do UOL
Casamento
Casamento
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
NE10
BBC
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Comportamento
Yes Wedding
Yes Wedding
Vírgula Comportamento
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yess Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Yes Wedding
Casa e Decoração
do UOL
Yes Wedding
Yes Wedding
Topo