Relacionamento

Pode dormir brigado, sim: sete verdades que não te contam sobre o casamento

Carolina Prado

Colaboração para o UOL

11/09/2017 04h00

Se você já cansou de ouvir aqueles discursos sobre “nunca dormir brigado com o par” ou “é importante reviver os primeiros encontros” esta lista é para você. A relação a dois pode até ter iniciado no amor romântico, mas para sobreviver ao dia a dia é preciso uma boa dose de racionalidade.

A seguir, com a consultoria da psicóloga Marina Ponce, da psicóloga especializada em terapias cognitivas Vânia Calazans, e do psicólogo clínico e psicoterapeuta sexual Alexandro Paiva, falamos sete verdades que não falam sobre casamento:

  • Tudo bem em às vezes querer sentir-se solteiro

    Manter a individualidade é importante para a relação a dois dar certo, porque ambos se apaixonaram pelo o que o outro era quando estava sozinho. E por mais que façamos adaptações necessárias para conviver bem com o par, a essência precisa ser mantida. Por isso, vale insistir no que te fazia sentir-se vivo antes, como sair com os amigos, ir ao cinema sozinho ou passar uma tarde inteira sendo mimado pelos pais.

  • Atualizar as definições de fidelidade é preciso

    Entendam fidelidade como cumprir o que foi acordado entre o casal. Ser fiel nem sempre quer dizer não sair com outras pessoas, por exemplo. E se for um relacionamento aberto? Tem quem se sente traído se o outro olha para os lados, mas há quem conviva bem sabendo que o amor da vida transou com outro, desde que seja informado sobre a atitude. E esses termos podem mudar no decorrer da relação.

  • Lidar com defeitos do outro é um saco

    Todos temos falhas, porque nunca paramos de nos desenvolver. Basta um tempo de convivência intensa para cair por terra qualquer ideia de amor perfeito. Embora conviver com as imperfeições do outro possa ser muito irritante, nos ajuda a aceitar as próprias falhas. E uma vez que ambos se percebam como realmente são, e o sentimento permanece, a relação fica mais forte.

  • Não é proibido tirar férias sozinho

    Vai dar um aperto no coração se o parceiro disser que quer cair na estrada sem você? Pode ser. Mas não precisa. Tem gente que precisa de um tempo consigo mesmo, o que não tem a ver com falta de amor pelo par ou indica vontade de pegar geral. Estar junto na alegria e na tristeza também é entender as necessidades do outro.

  • Você não está imune a ser traído

    Não conseguimos controlar absolutamente nada na vida do outro e o quanto antes aceitamos isso, mais tranquila fica a nossa cabeça. Você também pode trair, embora não concorde com a atitude hoje. Os nossos desejos nem sempre seguem uma lógica.

  • É preciso evitar falar mal dele pelas costas

    Ele estava um pé no saco no último fim de semana e, quando encontrou os amigos, foi a primeira coisa que comentou, entre um chope e o outro? Desabafar alivia a raiva e ainda pode render conselhos que você precisava ouvir. Mas meter a boca direto em quem você escolheu para estar ao seu lado não é justo e só prejudica a imagem que os outros têm de quem ama. É melhor conversar com ele sobre o que te deixa louca da vida.

  • Pode dormir brigado, sim

    As brigas fazem parte de qualquer relacionamento. É ingenuidade achar que fugir das discussões é a melhor maneira de deixar o casamento harmônico. Mas o truque é saber quando e como seguir no conflito. O par está irritado, alterado? Não insista em provocar. Segure a vontade de mandar para a PQP e aborde o assunto quando os ânimos estiverem mais calmos. Se preciso for, durmam de cara amarrada e voltem a se falar na manhã seguinte.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
do UOL
Comportamento
Redação
do UOL
Blog do Fred Mattos
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
do UOL
Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Topo