Comportamento

Papel da mulher na Igreja é de serviço, não de servidão, diz papa

Riccardo De Luca/AP
Papa Francisco afirmou, neste sábado (12), que 'o papel da mulher na Igreja é de serviço, não de servidão' Imagem: Riccardo De Luca/AP

12/10/2013 11h57

Cidade do Vaticano - O papa considerou neste sábado que o papel da mulher na Igreja não é de servidão, mas de serviço, em um encontro realizado no Vaticano.

Segundo declarações tomadas pela agência I-Média, Francisco, afastando-se do discurso preparado para a ocasião, confessou: "Sofro, digo a verdade, quando vejo, na Igreja ou em algumas organizações eclesiásticas (...), que o papel do serviço da mulher fica relegado ao papel de servidão".
 
O papa argentino acrescentou que gosta de pensar que a Igreja não era masculina, mas feminina: "A Igreja é uma mulher, uma mãe, isso é o bonito, deveriam meditar sobre isso", lançou aos cerca de 150 participantes. O papa fez seu discurso em um simpósio organizado pelo Conselho Pontifício para os Leigos por ocasião do 25º aniversário da publicação da Encíclica de um de seus antecessores, João Paulo 2º, sobre a vocação da mulher (Mulieris dignitatem).
 
Ao declarar que este texto significava um "documento histórico, o primeiro do magistério pontifício inteiramente dedicado ao tema da mulher", acrescentou: se "muitas coisas podem mudar e mudaram na evolução cultural e social", resta "o fato de que é a mulher quem concebe, é ela quem carrega em seu ser e dá à luz os filhos dos homens".
 
O papa também advertiu para os dois perigos que "mortificam a mulher e sua vocação". Primeiramente, "reduzir a maternidade a um papel social", e também "promover uma espécie de emancipação que, para ocupar os espaços tomados pelo masculino, abandona o feminino, e os preciosos traços que o caracterizam".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

AFP
Redação
Redação
Blog Deu Match
Redação
Blog Extraordinárias
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
ANSA
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
AFP
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
Blog Alto Astral
ANSA
Blog Deu Match
Blog Extraordinárias
BBC
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Redação
AFP
Redação
Topo