Comportamento

Verão 'esquenta' busca por aulas com bambolê

Getty Images
Exercícios com bambolê estão em alta no verão Imagem: Getty Images

Paula Felix

São Paulo

03/12/2017 13h30

Basta o verão se aproximar para que as aulas com bambolês em parques e praças voltem a colorir a cidade. Mas a tendência de se exercitar com o objeto, mais conhecido como brinquedo, está ganhando força com aulas aliadas a dança, balé e pilates. Além da diversão, a prática, que pode ser feita por pessoas de qualquer idade, promete queimar calorias.

Uma das aulas é o bamballet, que mistura conceitos do balé e do pilates com o uso do bambolê, e foi idealizada por Audrea Lara, que tem formação na área de pilates. "As pessoas procuram pela ludicidade da atividade e pela queima calórica, que é bem importante. Em uma hora de aula, é possível perder entre 450 e 600 calorias."

Veja também

Audrea explica que, em alguns casos, o objeto acaba saindo das aulas e acompanha os alunos quando eles querem se exercitar em outros locais. "O bambolê sai da sala de aula e vai para o ar livre, as pessoas levam para o parque, a praia. É muito prazeroso. A atividade física não costuma ser atraente, mas, com o bambolê, os alunos se exercitam brincando." A aula mensal custa a partir de R$ 290.

Irmãs gêmeas, as arquitetas Mira de Paula Lee e Mara de Paula Giacomeli, de 33 anos, fizeram aulas de balé juntas desde a infância, mas resolveram buscar algo diferente para se exercitar neste ano e se encontraram no bamballet. "Na infância, tinha usado (o bambolê) em brincadeiras. Agora, ele está me ajudando a adquirir mais equilíbrio, força e coordenação", conta Mira, que iniciou a prática há cinco meses.

Mara elogia os resultados. "É uma coisa que muda o corpo muito rápido. Logo você adquire musculatura, nem sente que está fazendo aquela força. A gente vem com gosto e feliz para a aula. E sai feliz também."

A fisioterapeuta Ana Paula Lameu, de 32 anos, iniciou as aulas há três meses e conta que emagreceu 2 quilos no período. "Eu nunca tinha usado o bambolê como atividade física, mas melhorou o meu condicionamento e ainda traz uma nostalgia."

Professora e criadora do Bambolê Ateliê e Aulas, Claudia Mara Silva diz que a procura sobe no verão. "As pessoas estão buscando ficar com o corpo mais tonificado. Volta a coisa de ir ao parque, de mais exposição corporal e o bambolê faz bem, deixa com a energia lá em cima. Trabalha muito o coração, não tem alto impacto nem contraindicação. É gratificante", diz ela.

A modalidade também é uma forma de ocupar o espaço público, segundo a Cia Bambolística, em atuação há quatro anos e formada por seis mulheres que ensinam diferentes propostas, como dança e malabares com o bambolê. "A gente vê muito na Paulista Aberta, aos domingos. Desperta a criança interior", diz Larissa Lima, professora e performer da companhia.

Sem segredo

Patricia Arnosti, idealizadora da bambodança, em atuação há sete anos, diz que o bambolê está passando por uma fase de redescoberta. "Acho que as pessoas nunca se desinteressaram pelo bambolê, apesar de, conforme crescem, deixarem de ter um bambolê apto para a atividade." Flexibilidade, aumento da resistência física e redução do estresse estão entre os benefícios mencionados por Patricia.

Educador físico infantil e treinador da LPO Assessoria Esportiva, Leonardo Bellini diz que a atividade traz benefícios à saúde e não há muitos segredos para quem quer iniciar a prática. "Uma coisa importante é ver o tamanho do bambolê, que tem de ficar entre a cintura o peito e não pode ter um raio muito pequeno em relação à cintura." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Blog da Morango
do UOL
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Bloomberg
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Agência Estado
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
Topo