Comportamento

Calculadora revela desigualdade de gênero no mundo; faça teste

Reprodução/BBC
Equiparação entre homens e mulheres só deve ocorrer em 2133 Imagem: Reprodução/BBC

19/11/2015 12h43

Apesar da participação feminina cada vez maior na sociedade, a desigualdade entre homens e mulheres persiste ao redor do mundo. Dados divulgados pelo Fórum Econômico Mundial revelam que a equiparação entre os sexos só deve ocorrer daqui a mais de 100 anos, em 2133. O Índice Global de Desigualdade de Gênero de 2015 analisou 145 países, entre eles o Brasil (85º lugar). Islândia (1º), Noruega (2º) e Finlândia (3º) lideram o ranking, com Síria (143º), Paquistão (144º) e Iêmen (145º) nas últimas posições.

 
Na calculadora --que pode ser acessada clicando aqui-- é possível conferir o desempenho de cada país por igualdade de gênero. As estatísticas são baseadas em um relatório do Fórum Econômico Mundial que comparou 145 países segundo a probabilidade de as mulheres participarem da vida política e econômica bem como ter acesso à educação e à saúde.
 
Metodologia
 
Para produzir o Índice Global de Desigualdade de Gênero, o Fórum Econômico Mundial analisou mais de uma dezena de dados relacionados a participação econômica e oportunidade, nível de escolaridade, saúde, sobrevivência e capacitação política.
 
Os rankings foram compilados calculando a desigualdade de gênero no acesso a recursos e oportunidades em cada país. 
Essa base de comparação permite analisar países pobres e ricos de igual maneira.
 
Esta é a 10ª edição do relatório e abrange 145 países.
 
Os dados sobre a desigualdade de salários entre homens e mulheres são da Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE). As estatísticas usadas de cada país eram as últimas disponíveis --entre 2010 a 2013.
 
A OCDE calcula a diferença salarial entre homens e mulheres como a diferença entre os salários médios de homens e mulheres em relação ao salário médio dos homens. As estimativas são baseadas em trabalhadores de tempo integral.
 
Os dados sobre a proporção de mulheres com ensino universitário são do Instituto de Estatísticas da Unesco.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Comportamento
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Blog da Morango
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
Blog do Fred Mattos
Comportamento
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Topo