Estilo de vida

Após morte de herdeira da L'Oreal, quem são as mulheres mais ricas do mundo?

Getty Images
Liliane Bettencourt era a 14ª pessoa mais rica do mundo, segundo a lista da Forbes Imagem: Getty Images

da BBC Brasil

22/09/2017 16h33

Liliane Bettencourt, a mulher mais rica do mundo, morreu nesta quinta-feira em Paris, aos 94 anos.

Herdeira da empresa de cosméticos L'Oreal, ela acumulava um patrimônio líquido estimado em 33 bilhões de euros (R$ 123 bilhões).

Mas e agora, quem assume agora o posto de dona da maior fortuna do globo? E quem lidera o ranking quando se trata do Brasil?

Confira os nomes, segundo a lista da Forbes:

As mais ricas do mundo

Getty Images
Alice Walton torna-se a mulher mais rica do mundo Imagem: Getty Images

1. Alice Walton - patrimônio líquido de US$ 33,8 bilhões (R$ 105,7 bilhões)

Ela aparece em 17º lugar na lista de bilionários da Forbes deste ano, três posições atrás de Bettencourt, e agora ocupa o primeiro lugar entre as mulheres.

Única filha de Sam Walton, fundador da rede de supermercados Walmart, a americana de 67 anos tem um patrimônio líquido estimado em US$ 33,8 bilhões.

Diferentemente dos irmãos, Walton se afastou dos negócios da família e se concentrou nas artes, tornando-se presidente do Museu Crystal Bridge de Arte Americana, localizado na cidade natal da família, Bentonville, no Arkansas.

2. Jacqueline Mars - patrimônio líquido de US$ 27 bilhões (R$ 84,4 bilhões)

Número 26 da lista global da Forbes, ela possui um terço da Mars, uma das maiores marcas de produtos alimentares do mundo - os outros dois terços estavam divididos entre seus irmãos até a morte de Forrest Mars Jr., no ano passado.

Ela trabalhou para a empresa da família por quase 20 anos e fez parte do conselho até 2016.

Agora, aos 77 anos, é descrita como uma filantropa, fazendo parte de conselhos da Ópera Nacional de Washington e do Arquivo Nacional, entre outros.

3. Maria Franca Fissolo - patrimônio líquido de US$ 25,2 bilhões (R$ 78,8 bilhões)

Primeira europeia da lista, a italiana é viúva de Michele Ferrero, empresa do célebre bombom Ferrero Rocher.

A empresa, que também produz o Nutella, o Kinder e os Tic Tacs, é agora administrada por seu filho Giovanni.

Ela vive em Mônaco.

4. Susanne Klatten - patrimônio líquido de US$ 20,4 bilhões (R$ 63,7 bilhões)

Getty Images
Susanne Klatten deve sua riqueza a investimentos na BMW e na indústria farmacêutica Imagem: Getty Images

Segunda europeia da lista, a alemã de 55 anos deve sua fortuna a carros e produtos farmacêuticos.

Ela herdou 50% da empresa química Altana AG quando seus pais morreram e detém com o irmão quase 50% da BMW.

Desde então, se tornou dona de 100% da Altana, além de ter comprado participações em várias outras empresas que trabalham desde com energia eólica até produção de grafite - assegurando seu lugar na lista.

5. Laurene Powell Jobs - patrimônio líquido de US$ 20 bilhões (R$ 62,5 bilhões)

Getty Images
Viúva de Steve Jobs luta por mudanças sociais e questões ambientais Imagem: Getty Images

Em quinto lugar (ou 40º no ranking geral), aparece a viúva de Steve Jobs, cofundador da Apple.

A americana de 53 anos criou a organização filantrópica Emerson Collective, que atua em defesa de causas sociais e ambientais.

Ela também é cofundadora do College Track, programa beneficente de educação que ajuda estudantes desfavorecidos.

Além de sua participação de 0,7% na Apple, ela possui 4% da Disney.

As mais ricas do Brasil

1. Maria Helena Moraes Scripilliti - patrimônio líquido de US$ 3,9 bilhões (R$ 12,2 bilhões)

Brasileira mais bem colocada na lista entre as mulheres, Maria Helena é filha de José Ermírio de Moraes, fundador do Grupo Votorantim, um dos conglomerados industriais mais importantes da América Latina, com sede em São Paulo.

No 460º lugar do ranking geral, ela tem participação em empresas financeiras, de cimento, alumínio, papel, energia e relacionadas à agricultura.

2. Rossana Camargo de Arruda Botelho, Renata de Camargo Nascimento e Regina de Camargo Pires Oliveira Dias - patrimônio líquido de US$ 3,1 bilhões cada (R$ 9,6 bilhões)

As três irmãs são acionistas da Camargo Corrêa, conglomerado que atua em diversos setores, como o da construção civil e engenharia.

A empresa foi fundada em 1939 pelo pai delas, Sebastião Camargo, que morreu em 1994, e hoje é uma das empresas investigadas na operação Lava Jato.

As irmãs aparecem empatadas na 630ª posição do ranking mundial de bilionários da Forbes.

3. Dulce Pugliese de Godoy Bueno - patrimônio líquido de US$ 1,8 bilhão (R$ 5,6 bilhões)

A brasileira fundou, em 1972, a Amil com o ex-marido, Edson de Godoy Bueno, que morreu em fevereiro deste ano.

Em 2012, eles venderam 90% da empresa para a seguradora americana UnitedHealth.

Aos 69 anos, ela ocupa o 1.116º lugar do ranking geral.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Estilo de vida

Topo