Comportamento

Bom na teoria, poliamor pode ser difícil na prática

Getty Images
"O ser humano é conflituoso: não é fiel, mas quer que o parceiro seja; quer comer de tudo, mas se manter magro", diz o psicólogo Ailton Amélio da Silva Imagem: Getty Images

Da Redação

18/05/2010 13h15

Não é fácil mudar padrões de comportamento. Na teoria, o poliamor pode atrair muitas pessoas, mas na prática a coisa muda de figura. O publicitário Ernesto*, 30 anos, é casado há cinco anos e descobriu essa forma de amar na net. “Sempre discutia a monogamia e a poligamia com os amigos. A primeira é estranha, a segunda remete ao machismo. O poliamor foi ao encontro do que pensávamos”, conta ele.

Quando falou sobre assunto com a mulher, 31 anos, há cerca de quatro anos, ela ficou surpresa. “Minha mulher entendeu a ideia, mas o grande problema, segundo ela, era que eu não ia aguentar vê-la com outro”, diz. Apesar de não se autodenominar ciumento, essa ideia mexeu com o publicitário. “Quando ela topou praticar o poliamor, os primeiros sentimentos foram de insegurança. E, quando ela confessou que ficou com outro, eu não quis saber dos detalhes. O que senti foi algo parecido com ciúme ou a sensação de ser trocado”, relata. Mesmo assim, Ernesto garante que vão continuar tentando.

“O ser humano é conflituoso: não é fiel, mas quer que o parceiro seja; quer comer de tudo, mas se manter magro”, diz o psicólogo Ailton Amélio da Silva. Já para sexóloga Regina Navarro Lins, as mudanças são lentas, mas acontecem. Ela cita exemplos clássicos desse tipo de processo na sociedade: “Se na década de 1960, alguém afirmasse que o divórcio seria a coisa mais comum do mundo nos anos 2000, ninguém acreditaria. E se dissessem para a avó da sua mãe que não casar virgem seria normal um dia? Com certeza, ela responderia: impossível”. (ROSANA FERREIRA)

* O nome foi trocado a pedido do entrevistado
 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
UOL Estilo
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Comportamento
BBC
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo