Comportamento

Saiba por que é mais fácil culpar o outro

GISELA RAO
Colaboração para o UOL

11/02/2011 16h04

“A culpa é minha e eu boto em quem quiser!”. A frase é do personagem Homer Simpson, mas tem um fundo de verdade. Vira-e-mexe colocamos a culpa nos outros; aliás, isso é quase um vício que dá certo alívio. Mas por que se faz isso? Para mostrar o quanto cada um é “perfeito”? Ou por que é mais fácil ficar eternamente agarrado à “Terra do Nunca”?

“A tendência do ser humano é não querer ver os seus defeitos, nem admitir os seus problemas. De uma forma projetiva jogamos nossos erros para o outro e evitamos olhar para nós mesmos. Quando a pessoa se sente culpada, se acha fraca e, quando faz o movimento de culpar o próximo, sente-se mais forte, mas na realidade está se defendendo”, diz a psicóloga Esmeralda Sarracini.

Esse processo é uma tendência infantilizada. Vemos muito isso nas crianças. Elas quase nunca admitem os seus erros.

Mas é preciso amadurecer, senão a vida - com sua realidade - nos engole. Quando você transfere a culpa, dá ao outro a responsabilidade pelo seu próprio erro. Mas como rever este padrão repetitivo? Confira três reflexões:

1. Quando você acusar, perceba o que o incomoda no outro, analise friamente a situação. Se desculpar com o outro e admitir o erro liberta e é mais nobre.

2. Pare de tentar ser perfeito. Todo mundo tem defeitos e fraquezas. Assuma os seus, mesmo que ninguém o faça.

3. Assista ao filme “A Origem” e veja como o personagem de Leonardo DiCaprio é atormentado pela culpa e como ele resolve no final. O curioso da obra, que em inglês se chama "Inception", é que ela nos remete à criação do mundo. "Inception", em inglês, significa "princípio". Então, flutuam as perguntas: “Estaria Deus dormindo ou acordado quando nos criou? E a culpa é divina ou foi criada pelos homens como mais uma forma de controle? Se eu tenho culpa, logo devo a alguém, logo me enfraqueço e sou facilmente manipulado”.

As internautas e a culpa

“Eu tenho esse vício de colocar a culpa no outro. E acredito, sim, que seja uma forma de sabotar a minha maturidade.” – Beth Bee

“A minha culpa é me culpar sempre! Arghhh!” – Michelle

“Culpa e medo andam de mãos dadas, junto com a insegurança, por isso jogamos a “batata quente” parao outro. Enfim, difícil é jogar tudo pro alto e conseguir vencer tudo isso.” –Caroline

“Eu só amadureci no amor quando parei de jogar a culpa nos meus namorados. Resolvi assumir meu ‘erros’ e assim meus relacionamentos começaram a durar muito mais.” – Flávia

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Blog da Morango
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
Blog do Fred Mattos
Comportamento
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
BBC
Redação
Beleza e maternidade
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
Topo