Comportamento

Evite ataques de birra aprendendo a dizer "não" às crianças desde cedo

Thinkstock
Durante um ataque de birra, não comece a gritar também. Fale baixo e firme com a criança Imagem: Thinkstock

ANGELA SENRA

Colaboração para o UOL

03/09/2011 07h00

As manifestações de desagrado ao ouvir um "não" começam bem cedo. Com pouco mais de um ano, a criança já ameaça chorar quando os pais dizem essa palavrinha, para que ela não pegue ou faça alguma coisa. Ao contrário do que muita gente pensa, ela entende o que você está falando. E quando você diz “não” uma vez, na próxima, ela já olha para os pais antes de recuar, para conferir se a proibição é mesmo verdadeira. Esse é o momento de mostrar quem manda. Quanto antes, melhor, afirma a psicanalista infantil Anne Lise Scappaticci. "Nesta fase, a criança já percebe que chama a atenção e agrada quando faz gracinhas. Da mesma maneira, aprende que a birra pode ser usada para conseguir o que deseja".

O truque é tirar o pequeno da área proibida. Se ele continuar a espernear e gritar, mantenha-se firme na decisão, distraia sua atenção com outra brincadeira, mas não ceda. Geralmente, essa tática funciona, mas se a criança continuar, não se deixe vencer pelo cansaço. Seguir regras não é das coisas mais fáceis de aprender na vida, mesmo para os adultos. Leva tempo e é preciso ter muita paciência e repetição, explica a psicoterapeuta Amelia Nascimento. “Essa capacidade se desenvolve com o tempo. A educação acontece todos os dias, a todo momento. Cabe aos pais avaliar o que é importante negar e quando é possível ceder. Afinal, não dá para dizer ‘não’, nem ‘sim’, para tudo."

Na hora de deixar o parquinho, parar a brincadeira para comer ou tomar banho, mais choro? Não ceda, afinal, não é possível desistir de alimentar o seu filho ou limpá-lo só porque ele resmunga. Para a psicóloga infantil e terapeuta familiar Suzy Camacho, autora do livro "Guia Prático dos Pais" (Editora Paulinas), é preciso repetir muitas vezes o ensinamento, até que a  criança aprenda. "Se os pais forem coerentes em seus atos e palavras, certamente conseguirão ter um filho disciplinado", afirma Suzy.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

BBC
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
do UOL
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Opiniões Estilo
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
BBC
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo