Sexo

Sexo tântrico pode durar quatro horas e levar ao "hiperorgasmo"; aprenda dez princípios básicos

Didi Cunha/UOL
Principal objetivo do sexo tântrico não é chegar ao orgasmo, mas alcançar a evolução e trocar energias Imagem: Didi Cunha/UOL

Simone Cunha

do UOL, em São Paulo

25/05/2012 07h00

A cumplicidade entre o casal pode transformar a relação sexual em um momento delicioso. Isso costuma acontecer com o tempo, quando os dois já se conhecem e sabem exatamente quais toques, carícias, beijos e estímulos levam o parceiro à loucura. A proposta do sexo tântrico é justamente essa: atingir o máximo do prazer. Mas sem pressa. "O sexo tântrico é demorado porque exige paciência e aproveitamento integral do ato de amor, fazendo dele uma meditação, um momento de felicidade", diz Otávio Leal, professor de tantra da Humaniversidade Holística e autor do livro "Maithuna: Sexo Tântrico" (Editora Alfabeto).

Segundo Leal, os rituais mais modernos podem durar cerca de quatro horas. "Alguns mais tradicionais podem chegar a até duas semanas, devido à preparação", diz o professor. E a principal conquista desse encontro não é atingir o orgasmo. "O objetivo é a evolução. Trocamos e fazemos a energia expandir, unimos essa energia com a do parceiro e entendemos o mundo da dualidade", afirma mestre Victor Lino, diretor do Prakriti Yoga. 

É por meio de todo esse processo de união de energias e consciências que o casal alcança diversos orgasmos. "A cada orgasmo, uma quantidade cada vez maior de energia é levada para a cabeça. Após uma série deles, chegamos a uma forma de prazer que ultrapassa a sensação física tradicional do orgasmo", afirma o mestre Victor Lino. Essa sensação pode ser chamada de "hiperorgasmo". "Ele provoca mudanças profundas com alterações químicas no corpo, como aumento da serotonina e alterações que interferem no gosto da saliva", diz. Todas essas sensações podem acontecer por meio de uma série de orgasmos ou um único e intenso orgasmo. Para Lino, o sexo tântrico é mais saudável, mais prazeroso, conecta mais as pessoas e gera muito mais amor. "Do ponto de vista de direcionamento de energia, ele é superior ao sexo tradicional", afirma. "Para o tantra, eliminar sêmen sem o intuito de procriação é um desperdício de energia”.  Por isso, no sexo tântrico, o homem deve segurar a ejaculação. 

Aprenda dez princípios básicos e pratique o sexo tântrico

No tantra, o sexo é considerado um ritual de inspiração divina e recebe o nome "maithuna". A mulher é quem conduz o ritual, pois detém a energia da deusa Shakti. Já o homem deve ser passivo, sob a energia do deus Shiva. Para atingir o clímax, o casal precisa agir sem pressa, prolongando as preliminares e deixando que os cinco sentidos sejam despertados. 

Aprenda dez posições do Kama Sutra que você consegue fazer

  • Arte UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Redação
Redação
Comportamento
Comportamento
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
comportamento
Redação
Redação
Opiniões Estilo
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Estilo
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo