Comportamento

Sarcasmo deixa as pessoas mais criativas, diz estudo

Getty Images
Segundo a pesquisa, sarcasmo e raiva exercitam mais o cérebro imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

Um estudo feito com 300 pessoas provou que uma boa dose de sarcasmo é saudável e aumenta a criatividade. As informações são da versão on-line do jornal britânico "The Independent".

A pesquisa, que foi publicada na revista científica "Organizational Behavior and Human Decision Processes", diz que quem ouve comentários irônicos --e os autores deles-- são até três vezes mais criativos do que aqueles expostos à sinceridade, por exemplo. Li Huang, autor do estudo, afirmou que essa forma de comunicação pode impulsionar a geração de ideias e soluções para novos problemas.

"Assim como Oscar Wilde pensava, o sarcasmo pode representar uma forma inferior de inteligência, mas descobrimos que ele certamente catalisa um pensamento superior", disse ao “The Independent”.

Em um dos testes realizados pelas Universidades de Harvard e Columbia, nos Estados Unidos, os entrevistados se deparavam com situações sarcásticas ou francas e, na sequência, passavam por uma avaliação psicológica criativa. A experiência exigia que eles encontrassem a melhor solução para um problema exposto. 

Os resultados mostraram que 75% dos que tinham sido alvo de ironias conseguiram realizar a tarefa. Já entre os que ouviram comentários sinceros, apenas 25% foram bem-sucedidos. A partir disso, a conclusão foi que todas as formas de sarcasmo, raiva ou crítica exercitam mais o cérebro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo