Comportamento

Enquete da Câmara: para maioria, família não se forma só por homem e mulher

Reprodução/Portal da Câmara dos Deputados
Enquete da Câmara dos Deputados teve mais de 10 milhões de votos Imagem: Reprodução/Portal da Câmara dos Deputados

Do UOL, em São Paulo

21/08/2015 18h45

Por mais de 300 mil votos, a opção "não" venceu enquete promovida pela Câmara dos Deputados que questionou se a definição de família deve ser baseada apenas na união entre homem e mulher.

A pesquisa, que ficou no ar por cerca de um ano e meio e foi encerrada na primeira semana deste mês, teve mais de 10 milhões de votos: 5.307.905 para a alternativa "não" e 4.944.827 para o "sim" --29.338 pessoas optaram por "não tenho opinião formada".

A enquete foi criada pela Coordenação de Participação Popular da Câmara para que a população pudesse opinar sobre a definição de família que consta no projeto de lei 6583/2013, que cria o Estatuto da Família. O deputado Anderson Ferreira (PR-PE), integrante da bancada evangélica, é o responsável pela proposta, que inclui a criação da disciplina escolar "educação para a família" no currículo de todas as escolas públicas e privadas.

A partir deste mês, uma nova regra foi instituída a respeito da durabilidade das enquetes da Câmara e, agora, elas ficarão em votação por apenas 60 dias. De acordo com a assessoria de comunicação da Casa, a definição aconteceu após suspeita de fraude para a pesquisa em questão, já que a maior parte dos comentários na página era a favor da pergunta e não contra, como se mostrou o resultado.

Ainda segundo a assessoria da Câmara, os dados estão sendo analisados e, enquanto isso, o resultado divulgado nesta nota permanece válido.

Durante todo o tempo em que esteve em votação, a enquete gerou mobilização da população. Veja abaixo algumas das manifestações no Twitter.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog Alto Astral
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
AFP
Redação
Redação
Blog Deu Match
Redação
Blog Extraordinárias
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
ANSA
Blog Alto Astral
Redação
Redação
Redação
Redação
AFP
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
Blog Alto Astral
ANSA
Blog Deu Match
Blog Extraordinárias
Topo