Equilíbrio

Jovem faz financiamento coletivo para criar centro de acolhimento LGBT

Divulgação
Iran Giusti, 27, abriu, inicialmente, a própria casa para jovens LGBT desabrigados, mas decidiu criar projeto maior Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

24/10/2016 18h42

Militante das causas LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), o profissional de relações públicas Iran Giusti, 27, resolveu, em junho, ceder o sofá do seu apartamento de um quarto em São Paulo para abrigar desconhecidos que foram expulsos de casa por causa da orientação sexual. Porém, com a grande demanda e o pouco espaço disponível, ele sentiu que podia fazer mais e criou o projeto Casa 1, um centro cultural e de acolhimento para gays e transgêneros.

Para colocá-lo em prática, o comunicador criou uma página de financiamento coletivo para juntar R$ 83.952, montante que cobre os custos de aluguel e manutenção do imóvel, localizado no centro da capital paulista, durante 12 meses. Outros gastos serão pagos com o dinheiro arrecadado pelo idealizador, com a ajuda de amigos de diversas áreas, em cursos que vão desde expressão corporal, tarô até auto-maquiagem.

Os interessados podem ajudar a Casa 1 pela página no site Benfeitoria. As doações podem ser feitas em valores diversos, mas, a partir de R$ 20, o projeto oferece recompensas, como lugares em palestras e cursos sobre gênero. 

A Casa 1 não é, no entanto, a primeira iniciativa de abrigo de pessoas LGBT. Em São Paulo, foi inaugurado, em 2014, o primeiro albergue exclusivo para gays e mulheres transexuais em situação de rua. Conheça a seguir outros lugares. 

Casa de Missão Amor Gratuito

Mantido pela Igreja da Comunidade Metropolitana de Maringá (PR), o lugar recebe, há seis anos, gays, lésbicas, transexuais e travestis que foram expulsos de casa ou que acabaram em situação de rua. 
Endereço: rua Uruguai, em frente ao número 297, Jardim Alvorada, Maringá (PR) 
Telefone: (44) 3031-6755

Aplicativo Mona Migs

Feito para ser usado em computador, o aplicativo permite que indivíduos LGBT que estão procurando abrigo cadastrem seus dados e encontrem pessoas dispostas a recebê-los em casa por até um mês. O programa funciona em todo o Brasil. 
Site: www.monamigs.co/home.html

Centro Zaki Narchi

Localizado na zona norte de São Paulo, o abrigo criado em 2014 tem 900 vagas para gays, lésbicas, transgêneros e transexuais. O local, dividido em três alas, dispõe de leitos para pessoas que só querem passar a noite, além de acolhimento para quem precisa de tratamento médico e para quem gostaria de ter capacitação profissional. 
Endereço: avenida Zaki Narchi, 600, Vila Guilherme, São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2089 -1829. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Agência Estado
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
UOL Estilo
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
do UOL
Redação
UOL Estilo
Redação
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Folha de S.Paulo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo