Relacionamento

5 homens contam o que pensam na hora de discutir a relação

Getty Images
Dependendo da forma como é conduzida, a dicussão de relação pode melhorar ou piorar o clima entre o casal Imagem: Getty Images

Izabel Carvalho

Colaboração para o UOL

04/11/2016 07h15

Diz o senso comum que mulheres gostam de discutir a relação e homens, não. O UOL ouviu cinco homens que contam como agem diante do tema e o que pensam quando estão envolvidos em uma DR.

D. T.*, 29, analista de sistemas

“Sou eu quem costuma iniciar as discussões com a minha parceira, o que acontece quando penso que algo está errado entre nós. Falamos sobre as expectativas que temos em relação ao outro e o que gostaríamos de mudar. Presto atenção porque não gosto de desconversar ou de truques para tentar mudar algum fato, e me agrada quando chegamos a um acordo e resolvemos o que está incomodando.”

V. Z.*, 27, analisa de marketing

“Quando ela começa uma discussão, penso em terminar e trair. As conversas costumam ser sobre família e profissão, mas tento evitar, porque escuto, falo uma vez, mas a situação continua e sinto que a discussão não adianta. Um começa a ofender o outro, o que me irrita. Já procurei lidar com esses momentos lendo artigos, conversando com amigos e também me consultei com uma psicóloga.”

R. M.*, 39, músico

“Por incrível que pareça, sou eu quem costuma iniciar as discussões, o que acontece quando sinto que estamos irritados um com o outro. Após oito anos de casamento, discutimos muito sobre velhos hábitos recorrentes e sobre o comodismo e o tédio que se instalaram com a certeza da presença do outro. Nossa vida sexual não está entre os principais assuntos, até evito entrar no tema, porque sei que não vai dar em nada. Nesses momentos de DR, tenho muita paciência porque não quero correr o risco de terminar o relacionamento por falta de conversa.”

E. M.*, 29, designer

“Geralmente é ela quem inicia a discussão, e eu tento manter a calma para evitar uma DR acalorada. Sou tranquilo, tento não agravar a situação. Procuro deixar minha opinião bem clara, mas sem muito barulho. Atualmente, nossas discussões giram em torno do casamento e das despesas que uma festa pode gerar, se não é melhor usar o dinheiro para uma viagem. Também evito falar sobre trabalho, isso provoca conflitos, acho que nossas visões são totalmente opostas. Não tem nada legal em uma D.R., já chegamos a discutir a ponto de eu sair da casa dela e ficarmos três dias sem nos falar.”

A.S.*, 29, professor

“Costumo pensar ‘droga, que saco’ quando uma discussão vai começar. Os principais assuntos são sexo e falta de planejamento em relação ao futuro, mas não evitamos nenhum tema, costumamos falar sobre tudo. De qualquer maneira, lido muito mal com DRs, não tenho paciência, fica aquele mal-estar, que leva horas para desaparecer. Nas piores ocasiões, trocamos palavras duras e já falamos em terminar o relacionamento algumas vezes.”

* Nomes omitidos a pedido dos entrevistados.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
do UOL
Comportamento
Redação
do UOL
Blog do Fred Mattos
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
do UOL
Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo