Comportamento

Mulheres gastam mais de R$ 40 mil com bonecas que tratam como filhos reais

Amanda Serra

Colaboração para o UOL

02/12/2016 11h51

A rotina parece a de uma mãe comum. Envolve ter tempo e dedicação para trocar fraldas e roupas, levar para passear, comprar mobília e acessórios e não se importar de gastar valores equivalentes ou superiores a um carro popular (R$ 30 mil em média).

Mas as três mulheres a seguir são mães de "reborn" –bonecos semelhantes a um bebê de verdade e que podem ter até 1,50 metro de altura. Além de atrair crianças, as peças --que custam entre R$ 1.100 a R$ 5.000 e que podem demorar até 20 dias para ficar prontas-- têm consumidoras entre 30 e 60 anos.

Cristina Rodrigues, 43, de Santa Maria (RS)

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
"Tenho cerca de 30 bebês. Não chamo de bonecas. Todos têm nome e me acompanham em passeios, em viagens. Comemoro os aniversários com presentes. Já gastei mais de R$ 1.000 de uma vez só vez com roupas de personagens da Disney. No total, já gastei mais de R$ 40 mil. Já deixei de comprar coisas para mim para dar lugar a eles e não me arrependo. Trato com muito carinho. Eles têm um quarto com berço, troco fraldas, roupas, arrumo os cabelos, tenho ciúme, não deixo as pessoas pegarem. É como cuidar de um bebê de verdade. Às vezes, estou estressada, começo a cuidar deles e me sinto mais calma. É diferente do tempo de criança. Não ligava muito de brincar de boneca, com os reborn, tenho um carinho enorme. Quero 'adotar' [comprar] mais, é como um vício. Adoro crianças, já tentei adotar, mas demora anos, aí quando te chamam, você já está velha." (Cristina tem três filhas, uma de 29, uma de 25 e uma de 16 anos)
 

Fernanda Cristina Campos Oliveira, 41, de Santo André (SP)

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
"Sempre quis ter um filho, tive três abortos e foram experiências ruins, mas não é por conta disso que tenho reborn. Sempre gostei de bonecas e nunca parei de brincar, mas é diferente da infância. Elas são semelhantes a um bebê real. No total, tenho 13, são as minhas meninas. Todas têm nome, data de nascimento. É gostoso você sair e comprar roupas, móveis para o quarto delas, sapatos, acessórios. Fiz até festa de aniversário temática com direito a bolo para uma delas, a Maria Fernanda. Não vejo exagero nisso, para mim, é algo normal, já que os convidados eram todos adultos. Em maio, estou pensando em fazer festa para uma outra. Gosto de trocar as roupas delas, de conversar... É como cuidar de uma criança. Gasto bastante com elas, mas sei que são bonecas."
 

Sheila Terres, 35, de Santa Maria (RS)

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal
"Elas são a minha terapia. Eu me sinto bem dentro do quarto delas. Costumo conversar com a Antonella, a Samantha e a Annabelle durante mais de duas horas por dia, como quando falava com o meu filho [hoje com 17 anos]. Troco as roupas se a temperatura muda, passo perfume. Já gastei mais de R$ 1.300 só com roupinhas, incluindo a do batismo. Também costumo costurar e produzir brinquedos e trajes novos. Elas não choram, não me julgam, estão sempre sorrindo. Não tem como não se alegrar. Lembra a infância, é como se eu tivesse a inocência de uma criança novamente. Também tem o laço materno, sinto que estou protegendo-as. Brinquei de boneca até os 14 anos, aos 17, fui mãe e depois tive medo de engravidar novamente. Agora, sou uma criança crescida. As pessoas discriminam muito, acham que é um dinheiro que não deveria ser gasto assim. Dizem que é coisa de gente doida, mas não me importo. É uma arte e tem um valor sentimental."

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
"Fui marmita de traficante"
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Topo