Comportamento

Dançarina sofre bullying na internet, mas agressor não esperava reação

Reprodução/Instagram
Jessica Davey-Quantick: ofensas em rede social acabaram em investigação Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL

08/02/2017 11h21

O que você faz quando alguém começa a lhe insultar pela Internet? A dançarina canadense Jessica Davey-Quantick enfrentou o problema de frente: ao invés de ignorar os comentários ou responder, ela foi atrás do agressor e o confrontou, com um resultado inesperado.

Jessica recebeu mensagens abusivas após ter postado fotos promovendo seu espetáculo nas redes sociais - o agressor fez piadas com seu peso e sugeriu que ela se matasse. As ofensas se espalharam por outras fotos, chamando-a de "baleia" e "nojenta". Outras pessoas se juntaram ao primeiro agressor, multiplicando os comentários. "No fim, ele comentou que eu deveria cortar meus pulsos e comer minha própria banha", a dançarina contou à rede de TV CBC. 

Ao invés de apagar as fotos ou os comentários, Jessica decidiu investigar o autor dos xingamentos - e descobriu que se tratava de um garoto de 15 anos, morando na Inglaterra. Com a ajuda de amigos, ela localizou o pai do jovem e também o diretor da escola onde ele estuda. 

Reprodução/Instagram
Jessica Davey-Quantick durante apresentação Imagem: Reprodução/Instagram

Celulares confiscados

O pai do garoto inicialmente pediu desculpas, mas depois disse que o filho não estava envolvido no ataque - e que Jessica deveria ter mantido sua conta de Instagram privada se não queria receber abusos. 

Jessica mandou uma cópia dos ataques para a direção da escola onde o rapaz estuda - o que resultou na suspensão de todos os envolvidos no ataque. Para a surpresa da dançarina, o jovem entrou em contato com ela logo depois, dizendo que seu celular foi confiscado depois do episódio.

"Recebi esse email dizendo que ele estava com vergonha de si mesmo, por ter feito isso com seus pais e que ele tinha aprendido sua lição", conta Jessica, que pretende seguir o mesmo método com eventuais outros agressores. "O que acontece se ele disser para uma menina de 15 anos para se matar? O que acontece se ele falar para alguém que ela é nojenta? Isso é perigoso."

"Eu provavelmente vou continuar recebendo mensagens agressivas e eu provavelmente vou continuar postando fotos - e vou continuar indo atrás das mães desses sujeitos", conclui.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
UOL Estilo
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Casamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo