Comportamento

Você já recebeu nude na hora errada? Um manual para uma paquera segura

Getty Images
Seu par é confiável para receber nudes? Imagem: Getty Images

Helena Bertho

Do UOL, em São Paulo

01/03/2017 04h00

Você está no trabalho, cercada de colegas profissionais, focada nas tarefas, quando seu celular vibra, você vai ver e... Uma imagem de um pênis aparece repentinamente na tela, te obrigando a esconder rapidamente o aparelho e começar a rezar para que ninguém tenha visto. Que vergonha, né? Foi exatamente isso que aconteceu com a jornalista Caroline Apple, no meio de uma coletiva de imprensa com candidatos à prefeitura de São Paulo. “Era um cara de aplicativo, com quem eu mal tinha falado e achou que aquilo era razoável”, depois disso, ela nunca mais quis falar com ele.

A situação que Caroline passou não é raridade. Na pesquisa “Solteiros na América”, o site de relacionamentos Match.com entrevistou mais e 5500 pessoas em 2016 e, entre os resultados, revelou que enquanto 47% dos homens admitem enviar fotos de suas genitálias, 53% das mulheres receberam, mas 49% delas afirmam não ter solicitado as fotos que chegaram. Além do risco das situações embaraçosas, as mulheres reclamam também do envio de fotos antes de a conversa ter chegado a um nível sexual.

Mandar nudes, é claro, não é um hábito só masculino. Mulheres também praticam e cometem gafes. Sem falar no risco da divulgação das fotos íntimas. Então, para evitar esse tipo de constrangimento para quem manda e para quem recebe, veja esse manual de etiqueta dos nudes, para você poder sensualizar e seduzir por mensagens e fotos sem se queimar ou incomodar ninguém.

A psicóloga Vânia Calazans, explica fato: “Como os homens são muito visuais, alguns podem pensar que assim como eles, as mulheres possam gostar de fotos explícitas. Além disso, o homem, de uma forma geral, tem muito ”apreço” por seu órgão genital, muitos o tratam com apelidos e sentem orgulho do seu membro. Exibi-lo pode ser uma maneira de mostrar poder, capacidade e potência”. Ela menciona também que o envio da foto pode sinalizar uma vontade de pular o papo, ir direto ao ponto.
 
Getty Images
Imagem: Getty Images

O advogado Luiz (que preferiu não revelar o sobrenome na entrevista) gosta de enviar as fotos e diz que o faz por vários motivos, sempre quando a mulher pediu ou liberou. “Já enviei para mulheres com quem já tinha rolado algo, para matar a saudade à distância. E para outras com quem eu nunca tinha transado mandei para provocar, aumentar a vontade”.

Mas não são só as mulheres que reclamam das famosas “dick pics” (fotos de pintos, em inglês) em momentos inapropriados, homens gays também podem se incomodar. “Eu estava no metrô e pá. Inclusive pessoas que estavam do meu lado viram”, contou o turismólogo Victor Gouvea.

Converse antes de mandar

Mande um oi, pergunte como a pessoa está. Não envie uma foto sensual ou íntima antes mesmo de conhecer a pessoa.

Não envie fotos fora de contexto

No meio de um papo picante, um nude pode cair muito bem. Mas em uma conversa sobre trabalho, não vai funcionar e pode incomodar. “Para mim, é como na vida real. Você mostraria sua genitália nessa situação? Então não mande a foto”, conta Marina*, que já precisou discutir com parceiros por causa disso.

Pergunte onde a pessoa está

Vai que ela ou ele está no trabalho ou no metrô e vai passar vergonha ao abrir sua foto.

Cheque duas vezes para quem

Imagine querer mandar a foto para seu(a) paquera e, sem querer, enviar para seus pais ou seu chefe. Antes de apertar “enviar”, confira se o número ou contato está certo.

Escolha a rede certa

Cada tipo de aplicativo ou ferramenta de comunicação tem suas características. O Snapchat apaga as fotos depois de 24 horas, então é bom para não deixar registro. Já o Facebook muita gente usa no computador do trabalho, pode não ser legal. “Já teve vez de receber no meio do horário de trabalho e pelo Facebook. Mesmo que continuasse em modo privado, a janela sobe sozinha”, reclama o publicitário Eduardo Gardini.

Não insista no erro

Mandou a foto e foi ignorado? Provavelmente a pessoa não gostou. Não insista enviando outra  logo depois. Ou melhor, nunca.

Proteja sua identidade

Por mais que você confie na pessoa, as fotos podem vazar e virar uma dor de cabeça. Evite foto em que seu rosto esteja visível. É o que faz Maíra de Oliveira quando não resiste à tentação de se exibir. “Tenho todo um cuidado para que nada na imagem me identifique, porque tenho medo de ser exposta na internet”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
UOL Estilo
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Topo