Equilíbrio

Proibida de ir a motel por ser "mulher direita", avó conhece um aos 74

Reprodução/Facebook
Dona Hortênsia confidenciou à neta, Agatha, que tinha um sonho de conhecer um motel Imagem: Reprodução/Facebook

Thamires Andrade

Do UOL

21/03/2017 14h22

Há mais de 10 anos, dona Hortênsia, 74, confidenciou à neta, Agatha Scarpa, 33, em um bate-papo de família que tinha um sonho aparentemente inusitado: conhecer um motel. Ela sempre teve curiosidade de conhecer o espaço, mas o avô de Agatha, que morreu há mais de 20 anos, nunca tinha permitido, pois achava que não era um lugar de "mulher direita".

"Minha avó foi diarista a vida toda e, muitas vezes, as patroas pediam para que ela ficasse com as crianças para que elas fossem ao motel com os maridos e ela achava interessante. Ela passava na rua e via vários, então, tinha curiosidade de conhecer como era por dentro. Meu avô achava que não era lugar de mulher direita. Eles nunca foram em um", conta Agatha.

Após passar por um término de relacionamento, Agatha começou a namorar novamente e, em uma conversa com o novo amor, relembrou daquele sonho da avó.

"Fui perguntar para ela novamente se ela ainda tinha aquele sonho e ela disse que sim. Então, busquei no Google por 'melhor motel de São Paulo' e apareceu o Lush Motel. Escrevi para eles via Facebook contando a história e eles responderam prontamente. Adoraram a ideia e nos receberam muito bem", conta.

No dia 14 de março, dona Hortênsia e Agatha foram até o motel conhecer as instalações e almoçar. "A equipe foi muito atenciosa e gentil. Mostrou e explicou tudo para a minha avó. Nos deixaram à vontade para escolher o que quiséssemos do cardápio", conta.

A vó de Agatha achou o espaço muito diferente do que imaginava. "Ela achou o máximo ter uma piscina com cascata. Disse que era muito bonito e que não tinha nada de mais lá, que não tinha por que meu avô ter aquele discurso de que não era lugar para ‘mulher direita’. Ela ficou encantada com tudo", fala.

A neta também se emocionou de ter conseguido realizar um sonho da avó. "Foi muito emocionante para mim. Às vezes, menosprezamos os sonhos das pessoas por eles serem simples, mas é uma bobagem. Para ela, isso foi muito importante. É muito bom realizar os sonhos de quem amamos. É gratificante e eu fiquei emocionada de ver o quanto ela ficou feliz. Espero inspirar outros netos a fazer o mesmo", diz.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Redação
Redação
Redação
Agência Estado
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
UOL Estilo
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
do UOL
Redação
UOL Estilo
Redação
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Folha de S.Paulo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo