Comportamento

Briga de Marcos e Emilly não foi só uma briga de casal

Reprodução/Gshow
Marcos e Emilly discutem feio após o fim da festa Emoções Imagem: Reprodução/Gshow

Helena Bertho

do UOL, em São Paulo

09/04/2017 16h43

Na noite de sábado, Marcos e Emilly tiveram mais uma discussão no Big Brother, mas dessa vez a atitude do médico deixou internautas preocupados. Em um determinado ponto da briga, ele encurralou a namorada em um canto da sala e apontou o dedo na cara dela enquanto gritava, algo que já havia feito em outras situações no reality.

Espectadores indignados começaram a exigir que Marcos fosse expulso do programa, trazendo à tona uma questão: qual o limite de uma briga de casal e da violência?

Segundo especialistas ouvidas pelo UOL, a forma como o brother agiu pode sim ser considerada violência, apesar de não ter chegado a bater em Emilly. "Ele tem muito mais força física do que ela, e encurralar contra a parede é uma forma de ameaça", explica a psicóloga e sexóloga do Hospital Pérola Byington, Quetie Mariano.

Segundo ela, brigas são parte importante dos relacionamentos, mas elas precisam acontecer sem ameaças, sem deixar o outro acuado. "O limite de quando uma briga se torna violenta é muito subjetivo, para ambos os lados. Homens também sofrem abusos, mas por vivermos em uma sociedade machista, a possibilidade de acontecer com uma mulher é muito maior", explica.

A violência tende a aumentar

Essa forma de violência, que fica na ameaça, é chamada de violência psicológica. "Nas relações de casais existem várias formas de violência: física, patrimonial, moral e psicológica. E a psicológica é a mais difícil de identificar. Ela envolve humilhação, ameaças, desvalorização, desrespeito, chantagem ou manipulação, não deixa marcas físicas", afirma a professora a psicóloga e professora da Universidade Federal da Bahia, Darlane Andrade.

No caso específico do reality show, por exemplo somente a postura, tom de voz e os gestos de Marcos deixavam claro a violência. Quetie destaca que houve ali uma comunicação invertida: "é comum o homem, para não passar essa impressão de ser agressivo, acabar trazendo palavras mais bonitas. Ali, o que Marcos falava era coerente, mas dizia com o dedo na cara dela. A fala dele trazia uma coisa, mas o corpo mostrava outra completamente diferente".

Além disso, as psicólogas dizem que pode haver um escalonamento da violência nos relacionamentos: gritos e ameaças vão se tornando cada vez mais comuns, até que a violência física aconteça.

Um compilado de vídeos do casal do BBB feito por internautas, mostra que Marcos muitas vezes ultrapassou essa linha: ele é visto segurando os pulsos, puxando o cabelo e beliscando Emilly, que várias vezes pede para que pare e reclama.

 

A provocação não justifica

Olhando o vídeo da briga, é perceptível que Emilly estava gritando e provocando Marcos na discussão, no entanto, para Quetie isso não justifica a reação violenta do médico. "Às vezes as pessoas provocam, mas a gente precisa ter a capacidade de ver que há uma provocação e colocar um limite e não agredir. Até por ele ser homem e muito maior que ela, ele estava numa relação de força, quase que dizendo: ´você pode gritar, mas eu sou mais forte.´".

Marcos só se afastou de Emilly quando Marinalva, acordada pelos gritos, interrompeu a briga. A atitude da paratleta reforça a importância de sempre intervir ao presenciar situações de violência. "O ideal é a mulher ter recursos para conseguir ela mesma interromper a violência, mas se ela não consegue, vir alguém de fora é importante", reforça Quetie. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Morango
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
Redação
BBC
Redação
Beleza e maternidade
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Topo