Comportamento

Revolta com "black face" de Faro, Joelma e Fafá não é mimimi; entenda

Reprodução/Instagram
A cantora Joelma e o apresentador Rodrigo Faro, no "Hora do Faro" do domingo (23) Imagem: Reprodução/Instagram

Adriana Nogueira

Do UOL

24/04/2017 15h38

Neste domingo (23), no programa “Hora do Faro” (Record), Rodrigo Faro e Joelma pintaram o rosto de preto e colocaram perucas para imitar Michael Jackson. No “Domingão do Faustão” (Globo), a cantora Fafá de Belém fez o mesmo para se parecer com a colega de profissão Alcione. 

O “black face” é uma técnica de maquiagem teatral, na qual pessoas brancas pintam-se de negras para imitá-las de forma caricata, reforçando características físicas com o intuito de fazer piadas.

Os primeiros registros de “black face” datam da Commedia Dell’Arte (forma de teatro popular originária da Itália), sob o nome “máscara do negro”, no século 15. De lá para cá, ele vai e volta nas manifestações artísticas, como se viu nos programas de TV citados.

Getty Images


“À medida que se repete de forma sistemática, fica uma dúvida no ar: foi mesmo inocente ou feito de forma jocosa, como era em sua origem”, afirma Douglas Belchior, fundador e professor do Movimento Uneafro-Brasil (União de Núcleos de Educação Popular para Negros e Classe Trabalhadora).

Reprodução/Instagram
A cantora Fafá de Belém apareceu como "Alcione", no "Domingão do Faustão" Imagem: Reprodução/Instagram
Para o ator e ativista do movimento negro Sidney Santiago Kuanza, o recurso do “black face” sempre cai no estereótipo e precisa ser combatido. “Em pleno século 21, é preciso mais responsabilidade. Não cabe mais inocência. Há vários perigos nessa manifestação, com representações viciadas, mesmo que a intenção não tivesse esse fim. O ‘black face’ é historicamente uma ferramenta para ofender o negro.”

O professor Belchior afirma que a arte tem o poder de se fazer como exemplo na vida das pessoas e por isso não se deve tolerar o “black face”. “Quando isso aparece fica a mensagem que não é problema fazer chacota com a cor de alguém. Se o objetivo é homenagear um artista negro, pelo menos, que seja por meio de alguém que efetivamente represente a etnia.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Ísis
Redação
Blog da Morango
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo