Sexo

Onde buscar pessoas para fazer sexo a três? Adeptos da prática dão as dicas

Getty Images
Imagem: Getty Images

Gabriela Guimarães e Marina Oliveira

Colaboração para o UOL

02/05/2017 04h00

Muitos casais querem viver a experiência de um ménage à trois, mas não sabem por onde começar a procura pela terceira pessoa. A seguir, praticantes experientes contam o que funcionou com eles.

Procure por pessoas conhecidas

A estudante de pedagogia Beatriz, 21, vivenciou há seis meses seu primeiro ménage à trois. A experiência envolveu o namorado, com quem está há sete anos, e uma colega de faculdade. O casal já conversava, havia algum tempo, sobre a possibilidade. “Um dia falamos sobre nossas fantasias e os dois revelaram a mesma vontade. Combinamos que faríamos se surgisse a oportunidade”, diz.

A chance apareceu quando a colega de Beatriz, assumidamente bissexual, revelou que gostaria de beijá-la. A estudante achou que seria a pessoa ideal para realizar a fantasia do casal. “Chamamos a garota para beber no nosso apartamento e aconteceu. Conversamos um pouco, começamos a nos beijar e fomos para o quarto. Então, meu namorado se juntou a nós”, conta.

O designer gráfico Vinicius, 25, namora há dois anos e já fez sexo a três com a namorada 12 vezes. Em apenas duas oportunidades eles chamaram uma mulher para o ménage. Todas as outras transas envolveram mais um homem. “Eu acho mais fácil encontrar colegas dispostos a fazer isso do que mulheres. Nas experiências que tivemos com mulheres, elas demoraram mais para se soltar. Geralmente, chamo caras em quem confio”, explica.

Prefira um colega confiável em vez de um amigo

Beatriz prefere transar a três com alguém conhecido, no entanto, faz questão de que a pessoa não seja tão próxima assim. Para Assis Júnior, proprietário do Enigma Club, uma casa de swing em São Paulo, fazer sexo a três com um amigo pode abalar a relação. “É melhor conhecer pessoas para isso que, posteriormente, poderão ser chamadas de amigos coloridos”, afirma.

Paulo Macedo, proprietário do Casal First Tour, que organiza viagens para casais liberais, diz que é impossível prever como todos reagirão a essa dinâmica sexual, ainda que haja muito diálogo antes. Por isso, endossa a opinião de que é melhor, a princípio, escolher uma pessoa com quem não convive para levar para a cama do casal. “É uma fantasia que, geralmente, já nasce com a imagem de um homem ou de uma mulher como terceiro elemento”.

Faça conexões pelas redes

Também existem aplicativos que facilitam o encontro. Vinicius testou o Feeld, uma espécie de Tinder para os amantes de ménage à trois, em que você curte ou descarta as fotos das pessoas sugeridas, todas declaradamente a fim da experiência. “Tem bastante gente interessante, mais homem do que mulher. Tem casais também”, relata.

Outra opção é o 3nder, que funciona como uma rede social de paquera, mas tem um mecanismo de busca voltado àqueles que procuram uma terceira pessoa para o sexo. Solteiros também podem buscar um casal na rede.

Usualmente, a terceira pessoa não cobra para participar do sexo. Tudo é feito por prazer. “Só vai haver cobrança se você buscar uma agência de acompanhantes ou um profissional do sexo”, ressalta Paulo Macedo.

Tente uma casa de swing

Esses locais têm dias em que a programação é voltada aos que desejam praticar o ménage. “Muitos pares procuram um homem ou uma mulher desacompanhada em nossa casa”, comenta Assis Júnior.

Ele ressalta a questão da segurança nesses ambientes. “Imagine você dentro de um motel com uma terceira pessoa. Se aquilo não acontece como imaginou, como você sai dali? Se é em uma casa de swing confiável, basta abrir a porta e pedir para a pessoa sair. Se necessário, um segurança pode intervir”.

Beatriz não arriscou sua segurança no ménage, mas viveu uma situação desconfortável ao levar a colega para dentro do apartamento. “Depois do ménage, ela dormiu na nossa casa, na nossa cama. Eu não quis expulsá-la e parecer fria, mas também não estava feliz, porque só queria sexo. Não gostei de vê-la deitada no peito do meu namorado para dormir. Da próxima vez, prefiro que aconteça em um local neutro”, conta.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
do UOL
BBC
Comportamento
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Comportamento
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Comportamento
Redação
Comportamento
Comportamento
Redação
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
Redação
Redação
AFP
do UOL
Redação
Topo