Comportamento

Esnobar e provocar ciúmes: os joguinhos que mais sabotam um romance

iStock
Imagem: iStock

Heloísa Noronha

Colaboração para o UOL

04/06/2017 04h00

Embora as mulheres estejam cada vez mais seguras do que querem, ainda há quem faça joguinhos em relacionamentos potenciais. Provocar ciúmes ou se fazer de difícil para ganhar mais atenção são alguns dos exemplos que, além de batidos, não servem para muita coisa, pois acabam prejudicando as próprias "jogadoras". UOL Estilo conversou com algumas mulheres que apontaram as artimanhas mais furadas e por que é preciso abandoná-las para o romance dar certo:

Deixar o telefone tocar várias vezes antes de atender

A intenção é disfarçar que você estava ansiosa pela ligação. Porém, com o passar do tempo esse truque pode ficar manjado ou provocar o efeito contrário ao desejado: o cara pode perder a paciência e o interesse, e simplesmente para de ligar. "Apostava muito nesses joguinhos até que um dia realmente cansei de tudo, me cadastrei em um site de relacionamento e conheci o meu marido. Fiz o contrário de tudo. Fui eu mesma, ligava na hora em que eu queria, me declarava, fiz sexo em um dos primeiros encontros... E não é que nos apaixonamos, casamos e estamos juntos há 15 anos?", conta Luciana Vilela, 44, empresária e fundadora do Afrodites, grupo do Facebook para troca de experiências e confissões femininas.

Provocar ciúmes para testar o sentimento alheio

Em vez de aproximar o casal, isso pode causar uma discussão, pois nem sempre as pessoas encaram essa provocação como uma brincadeirinha inocente. “Se a tentativa de testá-lo envolver o nome de um ex-namorado, então, pior ainda. A ideia de provocar ciúme e medir o quanto ele a ama pode afastá-lo de vez por achar que você ainda está presa ao passado", acredita a advogada Claudia Cruz, 44, de São Paulo (SP).

Estar incomodada e não falar

Muitas vezes, os homens não percebem que fizeram algo que tenha magoado a parceira. Não adianta esperar que ele se redima ou a recompense por algo que nem sabe direito que ou se fez. "Se não houver diálogo e sinceridade, fica difícil lidar com essas situações. É preciso deixar claro quais situações e atitudes incomodam", sugere a bancária Erica Martins Brandão, 28, de São Paulo (SP).

Não falar abertamente o que quer

Para um romance dar certo, é preciso sempre ter diálogo, compartilhar ideias, sonhos e vontades. "Vejo muitas amigas esperando presentes ou atitudes de seus parceiros, mas eles não fazem ideia do que elas desejam. E existem mulheres que ignoram seus companheiros, suas mudanças, suas paixões por esportes, a importância de seus momentos com os amigos e nunca fazem nada para agradá-los, pois também nem sabem do que eles gostariam. Esse joguinho de expectativa sem diálogo pode destruir um relacionamento", opina a empresária Suian Rios Lúcio, 32, de Jundiaí (SP).

Esnobar para parecer difícil

Bancar a inatingível para fisgar alguém só funciona em comédias românticas. "Uma mulher com a cabeça do século 21 não investe nesse tipo de tática furada. Quando eu estou a fim de alguém vou lá e meto as caras. Vai que surge uma mais ousada antes de mim?", brinca a relações-públicas Rebeca Martins, 29, do Rio de Janeiro (RJ).

Demorar para transar

Se você está a fim e ele também, por que não? Para a cirurgiã-dentista Vanessa Oliveira, 31, de Santo André (SP), a crença de que "mulher que vale a pena não vai para a cama de primeira" está para lá de ultrapassada e deveria ser eliminada de vez da sociedade, já que é claramente machista. "Já transei no primeiro encontro mais de uma vez. Não foi isso que determinou o sucesso ou não dos relacionamentos, mesmo porque em alguns a minha intenção nem era namorar, mas apenas me divertir. Toda mulher tem direito a isso, assim como os homens", explica.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Comportamento
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo