Comportamento

Estudo mostra por que maioria das vítimas congela diante de ataque sexual

Getty Images
A pesquisa analisou as reações de quase 300 mulheres na Suécia Imagem: Getty Images

Do UOL

12/06/2017 09h11

Anna Möller, PhD do Karolinksa Institute e do Stockholm South General Hospital, na Suécia, liderou um estudo que analisou quase 300 mulheres vítimas de estupro atendidas em serviços de saúde de emergência. A maioria delas –70%-- relatou “imobilidade tônica significativa”, termo técnico para inibição motora temporária e involuntária diante de ameaça extrema, segundo o site “Hello Giggles”.

Desse grupo, 48% relatou ter tido “imobilidade tônica extrema”. Esses números querem dizer que a maioria das mulheres simplesmente congela.

A constatação da impossibilidade física de lutar é importante para a elaboração de uma legislação que proteja, de fato, as vítimas. Em Maryland, nos Estados Unidos, havia uma lei –abolida no início deste ano-- que determinava que as mulheres deveriam provar que haviam lutado antes de o Estado processar os agressores.

O estudo do Karolinksa Institute e do Stockholm South General Hospital também mostrou que 38% das vítimas desenvolveram estresse pós-traumático (doença que pode ser tratada, mas que não tem cura), e 22% delas tiveram depressão severa. As que relataram “imobilidade tônica extrema” foram mais suscetíveis a ter estresse pós-traumático e depressão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

BBC
Redação
Redação
Redação
ANSA
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
ANSA
Sem Filtro
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
ANSA
Blog Alto Astral
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
Redação
Reuters
AFP
BBC
Redação
Topo