Comportamento

De repente, solteira; um passo a passo para curtir a nova fase

Getty Images
Imagem: Getty Images

Por Gabriela Guimarães e Rita Trevisan

Colaboração para o UOL

06/08/2017 04h00

Para quem cai de paraquedas na vida de solteira, os primeiros meses de adaptação podem ser difíceis: voltar a fazer programas sozinha, encontrar uma turma bacana para sair e até uma nova companhia. Mas é só começar e você vai curtir tanto que nem vai se lembrar porque lamentou tanto a separação. Duvida? Aqui vai um passo a passo básico para colocar em prática e tirar a prova!

Entenda o que aconteceu

Dói pensar no fim do relacionamento mas, se não rolar o que os especialistas chamam de luto –um período para entender que realmente acabou e por que–, fica mais difícil recomeçar. “Vivenciar esse período de reclusão é importante, não só para refletir sobre os acertos e erros da relação, mas sobre atitudes e valores em relação à sua vida como um todo”, afirma a psicóloga Sabrina Gonzalez. Pode ser uma boa oportunidade para entrar em contato consigo mesma, entender o que é preciso mudar e, principalmente, o que esperar do futuro. Segundo a psicóloga e coach de relacionamentos Márcia Sando, quem não faz essa pausa tende a repetir os mesmos equívocos na relação seguinte. “Quem não conhece a história de um amigo que sempre troca de namorada, mas elas são todas parecidas? Ou de uma amiga que sempre sofre com homens ciumentos?”, pergunta.

Estabeleça novos objetivos

Olhar para o passado é saudável quando não há pretensão de achar culpados e, sim, de aprender com tudo o que passou. Porém, é preciso viver o presente e estabelecer novos objetivos, a partir do que você realmente quer ou gosta. Sabe aquele retiro de meditação com o qual sempre sonhou e nunca teve chance de bancar? Ou aquele esporte radical que não teve coragem de testar ainda? A hora é agora! “Converse com pessoas diferentes e não tenha medo de viver novas experiências”, diz Yuri Busin, psicólogo, mestre em emoções humanas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. É assim que você vai começar a participar de outros grupos e vai encontrar maneiras interessantes de ocupar o tempo livre.

Aproveite para se divertir

Mesmo que o relacionamento tenha terminado, você pode manter o vínculo com os amigos em comum. Pode sair com eles de vez em quando, depois de se certificar de que não vai dar de cara com o ex. Mas fazer amigos novos ou reatar amizades que ficaram perdidas no tempo é fundamental. “Perca o medo de fazer programas sozinha”, afirma Busin. Para viajar, o que não faltam são opções. Tem cruzeiro só para solteiros, retiros baratinhos no interior de Minas Gerais, noitada em Ibiza, pousadas na praia, tour pelos pubs de Amsterdã ou mochilão pela Europa. Mais do que nunca, é você quem decide.

Faça programas que realmente curte

Não é porque você ficou solteira que tem que cair na noite e beber todas –principalmente se é do tipo que adora dormir cedo. Até porque vai encontrar, nesses locais, pessoas que não têm nada a ver com você. A dica é sair de casa, sim, mas procurar programas que respeitem as suas preferências pessoais. Participar de grupos de corrida e pedalada, se inscrever em workshops ou em confrarias –que reúnem amantes de vinho ou de café, por exemplo– podem ser caminhos para encontrar muita gente legal, caso você não tenha mais paciência para voltar a frequentar bares e boates depois das onze da noite.          

Levante contatinhos

Você pode retomar o contato com pessoas interessantes que conheceu e até com peguetes que não foram muito promissores no passado. Na maior parte das vezes, basta curtir e comentar um post de rede social para iniciar um papo. Aplicativos de relacionamento também são eficientes para encontrar gente com os mesmos interesses ou na mesma região que você. E dá para ir muito além do Tinder. Happn, Kickoff e Adote um Cara são exemplos de aplicativos que funcionam para descolar companhia para sair e se divertir.

Continue tendo prazer no sexo

Se você continua tendo desejo, por que não ter uma vida sexual ativa? “O contato com o próprio corpo e os estímulos sexuais fazem muito bem, são saudáveis”, diz Márcia. E a falta de companhia não é desculpa. Para curtir sozinha, dá para contar com os brinquedinhos eróticos. Você pode começar testando as capas de dedo massageadoras e evoluir para os muitos tipos de vibradores, de acordo com a sua disposição. Uma boa pedida é o Rolling Fun, que simula o sexo oral com um disco de 12 línguas macias e flexíveis, que prometem estimular clitóris e ponto G ao mesmo tempo. 

Considere mudar novamente o seu status

Não tem hora certa para engatar um novo relacionamento. Mas um dos indicadores de que o fim da relação anterior já foi superado –abrindo caminho para a nova– é a indiferença em relação ao ex. “Se você já não fica mais pensando na pessoa, não tem raiva nem mágoa, se está tocando a vida adiante, é sinal de que já elaborou o luto”, diz Yuri Busin , psicólogo, mestre em emoções humanas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Topo