Comportamento

Deputada pede investigação após ser chamada de "gostosa" durante votação

Do UOL

10/08/2017 10h33

Mesmo fora da sala, a deputada federal Shéridan Oliveira (PSDB-RR) foi chamada de "gostosa" por um homem durante a votação que decidiu não levar adiante a denúncia contra o presidente Michel Temer, na quarta (2). O caso aconteceu em plena Câmara dos Deputados, em Brasília. Nas redes sociais, ela falou sobre machismo e fez um pedido de investigação para identificar quem fez o comentário. 

A situação constrangedora começou na hora da chamada do nome dos deputados para votar. Shéridan não estava presente, quando Rodrigo Maia (presidente da Câmara) chamou o nome da deputada, um outro homem respondeu "gostosa" perto do microfone. Maia ignorou o comentário e repetiu o nome da colega. Na sequência, confirmou a ausência de Shéridan.

Nesta terça (8), ela veio a público falar que entrou com um pedido de apuração e investigação contra o “comentário indecoroso” na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados. “Estamos no Congresso Nacional, lugar que deveria ser palco, celeiro das leis que protegem o cidadão brasileiro. Existe o assédio em todo lugar e não podemos nos calar. O machismo é a forma mais sistêmica, a forma mais direta de tentar tolher o direito da mulher, de tentar desqualificar a mulher brasileira”, declarou ela em vídeo.

O pedido seguirá para a corregedoria, onde será feito um relatório. Após a confirmação do caso, o Conselho de Ética da Câmara vai decidir qual será a punição do culpado. 

Machismo em plenário

Outro caso que ficou conhecido na Câmara dos Deputados foi uma declaração de Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), em dezembro de 2014, dizendo que "não estupraria porque ela não mereceria". A ação chegou ao STF, que em março desde ano, recusou os recursos do deputado e manteve a ação penal contra o parlamentar, que vai responder como réu pelos delitos de incitação ao crime de estupro e injúria.

E não são somente as parlamentares que sofrem com casos explícitos de machismo. O deputado federal Wladimir Costa (SD-PA) é alvo de representação por assédio dirigido à jornalista Basília Rodrigues, da rádio "CBN". Em plena votação da Casa, Wladimir foi flagrado enviando mensagens em que pedia nudes à repórter.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo