Relacionamento

11 dicas para encarar numa boa quando a família se intromete na sua vida

iStock
Imagem: iStock

Heloísa Noronha

Colaboração para o UOL

11/08/2017 04h00

A sensação de pertencer a uma família é uma delícia, mas às vezes a convivência com os parentes pode trazer muita dor de cabeça -- principalmente com aqueles mais enxeridos, que adoram dar conselhos não solicitados sobre criação dos filhos, escolha de parceiros, carreira, hábitos de consumo e lazer, jeito de decorar a casa... É possível driblar as interferências sendo assertiva e firme. Veja algumas táticas:

1. Agradeça a intenção do outro...

... mesmo que ela lhe dê nos nervos. Atrás de uma sugestão não solicitada, pode haver uma boa intenção. Quando alguém dá pitaco sobre sua maneira de decorar a casa ou de se vestir, não está apenas palpitando, mas ganhando algo pessoal: pode ser reconhecimento, atenção, poder... Reconhecer essa intenção ajuda a interromper o comportamento. Diga algo como "valeu pela opinião, notei que realmente se importa comigo e você é muito importante para mim" e termine a conversa.

2. Invista na doce ironia

A vida amorosa dos mais novos sempre é motivo de especulação por parte dos mais velhos da família. Se você sofre volta e meia é alvo de indagações sobre namoradinhos(as) ou sobre quando tomará uma decisão a respeito sobre contribuir ou não para o aumento populacional do planeta, simplesmente abra seu sorriso mais fofo e dê uma resposta ardida, do tipo "estou avaliando as opções, pois são muitas" ou "ainda não sei quando terei filhos, mas ando treinando muito". Antes que a pessoa recupere o fôlego, mude de assunto -- sempre sorrindo.

3. Tenha (mais) paciência com os idosos

Sua vovozinha acha a coisa mais esquisita do mundo a sua prima praticar judô em vez de balé ou arregala os olhos toda vez que vê o cabelo comprido do seu filho? Respire fundo, conte até dez, sorria e... concorde. Afinal, não faz o menor sentido você querer discursar nos ouvidos possivelmente comprometidos de alguém que, a essa altura da vida, não vai nem quer mudar de opinião.

4. Bico calado sobre objetivos

Evite falar de planos a médio ou longo prazo para os parentes, principalmente dos complexos, como querer sair de um emprego formal de carteira assinada para empreender e virar confeiteira. Quando tudo já estiver encaminhado, anuncie como algo pronto e agradeça (ou não) os parabéns!

5. Reafirme sua visão de mundo

Em 99% dos casos, as pessoas sugerem coisas baseadas em suas experiências. Uma boa forma de quebrar esse círculo nocivo é, diante de uma opinião do tipo nada a ver, dizer que as pessoas têm modelos de mundo diferentes, baseados no seu histórico, nas suas vivências e no seu modo de encarar a vida. Diga que todos estão certos, porque não existe modelo ideal, apenas o que é importante para cada um. Se, ainda assim, a bisbilhotice continuar, se posicione mais firmemente, dizendo que a escolha por um tipo de vida não está aberta a debates ou questionamentos. Argumente também que respeita o modo de viver alheio e deseja que o seu seja respeitado.

6. Ouça a opinião, mas não a alimente

Seu tio quer convencê-la a comprar um carro X em vez do Y? Sua prima acha que você deveria escolher uma escola mais barata para as crianças? Se não está a fim de briga, escute com atenção, acompanhe os pontos de vista, reconheça e valide alguns, mas não conduza o papo. Seja uma boa ouvinte, apenas isso. Acolha os palpites sem dizer se estão certos ou errados. Às vezes, a melhor resposta para todas as perguntas é apenas um "OK".

7. Não abra os detalhes da sua vida

Seja discreta e evite contar acontecimentos e decisões com muitos detalhes. Não alimente a curiosidade alheia que dá margem a fofocas. Por que se expor tanto nas redes sociais? Será que todos têm de saber tudo que você faz? Muita visibilidade pode trazer admiração e reconhecimento, mas também inveja, além de deixar a própria vida à mercê de interferências dos outros.

8. Evite dever favores

Quem não deve não teme. Mas, caso tenha pedido favor a alguém, saiba que involuntariamente abriu caminho para ficar em dívida com a pessoa e ter de aturar certos palpites. Se pediu dinheiro, por exemplo, prepare-se para ouvir opiniões não solicitadas sobre seus gastos. Uma boa dica para lidar com isso é deixar claro como e quando irá retribuir o favor.

9. Diga que vai pensar sobre

Mesmo que você não tenha a menor intenção de seguir as orientações do parente, dizer que vai pensar pode ser uma solução eficiente para terminar uma conversa -- ainda mais se explicar que, caso não se guie pelos conselhos, isso não significa desamor.

10. Defenda sua posição de forma clara

E, se possível, definitiva. Um grande motivo de perrengue familiar é a forma como os casais educam os filhos. Se isso atingir você, avise que a educação dos filhos diz respeito aos pais. Diga que educar traz acertos e erros e que você assume a responsabilidade. E ponto final.

11. Filtre os conselhos

Ouvir que o namorado não parece confiável é uma coisa; escutar um conselho sobre como fazer um bolo ficar mais fofinho ou como tirar a mancha de um sofá tem outro peso. Não se feche para todo tipo de intromissão, ainda mais se a intenção é boa. Você pode aprender muito ao ser mais aberta.

 

Fontes: Alexandre Bortoletto, psicólogo, psicoterapeuta e trainer na SBPNL (Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística); Lidia Weber, psicóloga, orientadora do Mestrado e do Doutorado em Educação da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e autora de "Família e desenvolvimento - Visões interdisciplinares" (Ed. Juruá), e Marcelo Lábaki Agostinho, psicólogo do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho da USP (Universidade de São Paulo)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
Comportamento
Redação
do UOL
Da Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
UOL Estilo
Comportamento
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo