Vida no trabalho

10 atitudes que vão ajudar você a ter uma promoção ainda este ano

Getty Images
Imagem: Getty Images

Carolina Prado

Colaboração para o UOL

26/08/2017 04h00

Uma promoção não é mais consequência de tempo de serviço, mas um reconhecimento de profissionais que conseguem demonstrar domínio do negócio e dos processos (não apenas em sua área), comprometimento e atitude proativa. Algumas outras dicas também facilitam esse crescimento e podem acelerar a escalada da sua carreira até o fim do ano.

1. Ter a tão falada proatividade

Demonstre interesse em conhecer todo o planejamento da área e seus novos desafios e, se possível, assuma a liderança de pequenos projetos. Busque melhoria de processos e ofereça ajuda aos colegas quando perceber que estão sobrecarregados (desde que isso não comprometa o seu rendimento). Essas atitudes mostram ao gestor que ele pode contar com você.

2. Fale com a chefia sobre crescimento

É preciso falar do seu interesse em se desenvolver dentro da empresa. Chame o gestor para uma conversa, mas não sem listar para a ele os benefícios que terá com o seu crescimento: ele vai ganhar em produtividade e poderá ser reconhecido como um líder que gera sucessores, por exemplo. Esse discurso evita que ele encare a sua ambição como ameaçadora.

3. Peça feedback a diferentes pessoas

É uma atitude simples, que dará a ideia de como você é visto na sua área e descobrir o que precisa desenvolver para chegar mais longe, ainda que tenha que corrigir a rota. O feedback não precisa vir somente do chefe ou de quem trabalha diretamente, mas dos profissionais de outros departamentos e até fornecedores.

4. Mantenha boa relação com futuros subordinados

Ao ser promovido, você não vai apenas ganhar um salário melhor. Também terá de se relacionar bem com subordinados, o que pode começar a fazer a partir de agora. Dica de ouro: passe confiança, mas seja humilde para reconhecer que precisa de ajuda para continuar se desenvolvendo.

5. Assuma os próprios erros

A gente só pode dizer que é aberto a aprender quando conseguimos assumir não saber algo e reconhecemos um erro. Do contrário, continuamos a dar cabeçadas, o que vai manchar a imagem como profissional e mais ainda como candidato à promoção. Terceirizar a culpa indica imaturidade ou insegurança, dois defeitos que não merecem o reconhecimento da empresa.

6. Defenda seu ponto de vista com inteligência

É importante ouvir o que os outros têm a dizer e se preparar sobre o assunto, para transmitir credibilidade. Estruture seu raciocínio e argumentos baseado no seu conhecimento e não em sua opinião. Avalie dados, estatísticas, pesquisas: estude. Abra espaço para perguntas e ouça outras ideias. Dessa forma, você mostra respeito e pratica uma boa comunicação.

7. Não confunda dia ruim com trabalho ruim

Pessoas bem-sucedidas sabem que um dia ruim não é um ano ou uma vida ruim, porque têm equilíbrio emocional –já imaginou surtar e achar que tudo está perdido só porque algumas coisas saíram do controle? Em vez de lamentar-se, procure um plano B para minimizar o problema. Amanhã será outro dia.

8. Saiba lidar com derrotas

Outro colega foi promovido na sua frente? Acontece. Mas não pega bem perder a cabeça. Use a promoção do cara como oportunidade de avaliar o seu trabalho e seu comportamento. Quais pontos fortes dele que o fizeram ser escolhido? Muito melhor do que desmerecer o outro –e fazer cara feia– é pegar firme para melhorar.

9. Observe mais

É comum olharmos somente para o nosso trabalho, em busca de resultados, quando queremos destaque. Mas vale muito ter sensibilidade para reparar como as pessoas falam, se comportam, o que pensam e como se aproximam de seus gestores. Em resumo, abra os olhos a tudo o que pode absorver para melhorar sua imagem.

10. Tenha leveza para trabalhar com pessoas difíceis

Cada pessoa tem um temperamento. Nem todos são tranquilos, abertos ao diálogo. Dentro de uma empresa, você vai se deparar com pessoas desagradáveis. Mas o funcionário digno de uma promoção não se deixa abater por gente chata, porque sabe que se conseguir lidar com elas, vai tirar de letra outros perrengues.

Fontes: Fabiola Padovani, Coordenadora de Recursos Humanos da rede de restaurantes Mania de Churrasco. Joseane Freitas, psicóloga especialista em Desenvolvimento do Potencial Humano nas Organizações pela PUC-Campinas. Marcia Vasquez, gestora do capital humano da Thomas Case & Associados. Raphael Falcão, diretor da empresa de recrutamento Hays. Valquiria Manzini, diretora de projetos de carreira da RH Estratégia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Folha de S.Paulo
Redação
Redação
Comportamento
BBC
Redação
BBC
BBC
do UOL
Redação
UOL Estilo
Redação
Redação
Redação
Folha de S.Paulo
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Redação
Redação
UOL Estilo
do UOL
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo