Comportamento

Ambição sem culpa: 7 razões para você não se sentir mal por querer crescer

iStock
Ter ambição ajuda na conquista de objetivos Imagem: iStock

Carolina Prado

Colaboração para o UOL

01/09/2017 04h00

Ambição nada mais é do que querer muito algo: uma posição no trabalho, uma condição financeira melhor, um carro para não precisar mais andar de ônibus... Não tem a ver com ganância, que sugere passar por cima de tudo e todos para conquistar o que quer. Mas ainda assim, não é uma característica bem vista por todos -- muitos até sentem culpa por ter. A lista a seguir pode ajudar você a quebrar os preconceitos:

1. Graças a ela, a vida anda

Ela nos move a fazer planos para mudar e melhorar. Mas, claro, funciona desde que seja pautada em objetivos que dependam (quase) exclusivamente do nosso esforço, sejam fáceis ou difíceis de serem alcançados -- ganhar na loteria, por exemplo, está mais para um desejo do que para uma ambição.

2. Quem tem sabe o que quer da vida

Embora seja inerente ao ser humano, depende de autoconhecimento para aparecer. Não há como desenhar os passos para chegar a um lugar, sem saber qual é. E o ambicioso sabe detalhadamente o que quer. Não vai dizer “quero ganhar mais”, e sim “quero um salário 40% maior do que ganho hoje”.

3. O ambicioso é mais habilidoso

Ele corre atrás de absorver novos conhecimentos e aprender novas habilidades. Porque é uma forma de se reinventar para conseguir o que tanto quer. Quem busca ser promovido no trabalho, por exemplo, faz cursos específicos para ajudar a chegar ao cargo tão esperado.

4. Ser ambicioso também é pensar num bem maior

As pessoas nunca crescem sozinhas; elas levam outras junto com ela. Quem tem ambição melhora o ambiente em que está inserido, deixa um legado. Pense em nomes como Santos Dumont, Henry Ford, Steve Jobs e Marie Curie. Todos foram ambiciosos e mudaram o mundo de alguma forma.

5. O ambicioso é otimista

Ele não se desanima diante dos desafios, mas continua a trabalhar duro para alcançar seus objetivos. Claro, pode se chatear quando cai, mas logo levanta e segue em frente com uma nova estratégia.

6. É coisa de mulher, sim!

Ainda existe a ideia de que, para o homem, é normal ter ambição, já mulheres podem ser malvistas. Por muito tempo, fomos ensinadas a desejar apenas o sucesso do marido e dos filhos, porque, eles precisavam de uma força propulsora para correr atrás do sustento da família. Mas os desejos femininos não são secundários aos masculinos.

7. Ela só é ruim quando...

É contaminada pelo egoísmo, ou seja, o outro não importa e não passa de um meio de se conseguir o que quer. Porém, desde que você aja dentro dos padrões éticos e morais, a ambição não te transforma em alguém frio e calculista ou corrupto. Tendo valores para limitar as atitudes, ela só te levará a subir por meio da própria capacidade.


Fontes: Ana Mauad, psicóloga clínica. Shirley Vitorino, psicóloga. Elsi Peppe, psicóloga no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Michele Valezin, psicóloga e pesquisadora do Instituto de Psiquiatria da USP.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
BBC
Redação
Beleza e maternidade
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Topo