Comportamento

Beyoncé vira nome de disciplina sobre feminismo negro em universidade

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL

06/09/2017 15h03

A Universidade de Copenhague (Dinamarca) vai deixar muito súdito da Queen Bey morrendo de vontade de fazer as malas e partir para o país da Escandinávia e abraçar os livros. Isso porque a instituição anunciou em seu currículo o curso "Beyoncé, Gênero e Raça".

A disciplina terá 75 alunos e vai usar as letras, videoclipes e performances da cantora para abordar o feminismo negro. Segundo o professor Erik Steinskog, as interpretações são as mesmas que a de peças de ópera ou literatura.

"Beyoncé é importante para entender o mundo em que vivemos", diz Erik ao site TV2.

Segundo o jornal da universidade, o curso teve que ser ampliado e novas turmas devem ser criadas para responder à procura gigantesca de alunos. A primeira classe, para tristeza dos fãs do resto do mundo, já está fechada.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
BBC
Redação
Beleza e maternidade
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
BBC
Blog do Fred Mattos
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Topo