Comportamento

Vocês são um casal que não consegue tomar decisões? 10 passos para mudar

Getty Images
Lembre-se: saibam ouvir e argumentar, sempre com muita calma Imagem: Getty Images

Heloísa Noronha

Colaboração para o UOL

07/09/2017 04h00

O medo de magoar o outro, a necessidade de se impor e a dificuldade de ouvir e expressar pontos de vista podem dificultar as escolhas. Para evitar problemas, que tal guiar-se por esses conselhos?

1. Deixe o ego de lado

Essa atitude é primordial nas situações em que cada um pensa de um jeito. Em certos momentos de divergência, o casal entra em um embate, como se estivessem disputando alguma coisa. O assunto que iniciou a discussão acaba ficando de lado e começa então uma guerra de egos, em que no final vence quem grita mais alto. Não se trata de um perder, mas de os dois saírem ganhando.

2. Escute até o fim o que o outro tem a dizer

No auge da irritação, nem sempre conseguimos ouvir os argumentos do par. A questão é que nem sempre deixamos que a pessoa fale. Para chegar a um acordo, é preciso domar a vontade de interromper e abrir mão de julgamentos precipitados. Saber ouvir é importante, pois nem sempre você consegue enxergar todos os pontos de uma situação. A possibilidade dobra quando duas pessoas observam a mesma coisa. 

3. Não remoa o passado

Reprimir o poder de decisão do par por causa de erros cometidos anteriormente é bobagem. É claro que a mancada não deve ser esquecida, mas encará-la como um processo de aprendizagem pode ser libertador. Punir eternamente a pessoa por isso não leva a relação a lugar algum. Você, provavelmente, acatou a escolha na época. As decisões precisam ser bancadas por ambos, mesmo que um esteja mais convicto do que o outro. Os benefícios e os custos devem ser compartilhados pelos dois.

4. Em caso de impasse, adie a decisão

Em especial, se estiver sob o domínio da raiva ou da irritação. Repense e tente ver a posição do outro. E peça que seu par faça a mesma coisa: considere seus pontos de visto. Caso não seja possível adiar, observe se um recuo não é melhor. Às vezes, temos que ceder.

5. Mantenha o foco

Os temas das conversas não podem ir e vir. Escolha um assunto por vez e termine-o. Diálogos curtos e objetivos ajudam a melhorar a comunicação.

6. Pergunte ao par se o que você disse foi compreendido

Pode parecer bobagem, mas, muitas vezes, ao questionar, percebemos que a pessoa não entendeu aquilo que realmente queremos dizer. Então, tente explicar novamente com outras palavras, sempre mantendo a calma.

7. Respeite o tempo de pensar do outro

As pessoas têm linhas de raciocínio diferentes e ritmos distintos para sacar as coisas. Em determinadas circunstâncias, o par não vai responder na forma rápida que você gostaria. Deixe-o pensar sobre o assunto.

8. Achem um ponto em comum

Sempre busque decisões que possam agradar a ambos ou que, pelo menos, tenha algum benefício que satisfaça os dois. Encarem a decisão como uma parceria.
Algumas vezes um dos lados terá que ceder um pouco mais, então aprenda a ser flexível.

9. Criem um projeto de vida em comum

Seja morar no exterior por um tempo, guardar dinheiro para montar um negócio próprio ou ter um filho, é fundamental que o casal tenha um plano em conjunto. Assim, é mais fácil conversar sobre decisões que tenham a ver com esse propósito.

10. Confie

Não existe relacionamento se não houver confiança. É preciso aprender a deixar as armas de lado e confiar na pessoa que está do seu lado. Acredite: ninguém está certo o tempo todo. Exercite sua capacidade de aceitar opiniões, principalmente de quem você escolheu para dividir a vida.

FONTES: Angela Oshiro, psicóloga clínica, de São Paulo (SP), Melcina Moura Moreno, psicóloga, pedagoga e coach com especialização em neurociências pela Universidade de Harvard (EUA); Thiago Guimarães, psicoterapeuta junguiano e palestrante, de São José do Rio Preto (SP), e Yuri Busin, psicólogo e diretor do CASME (Centro de Atenção à Saúde Mental Equilíbrio), de São Paulo (SP)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
Blog do Fred Mattos
Comportamento
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Blog da Morango
Redação
BBC
Redação
do UOL
Redação
Redação
BBC
Redação
BBC
Redação
Beleza e maternidade
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Comportamento
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
do UOL
Topo