Sexo

Atriz pornô revela rotina de trabalho e diz que já gozou em cena

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL

08/09/2017 10h50

Há dez anos na indústria pornográfica, Rachel Starr revelou em entrevista ao site "Popsugar" que a rotina de filme pode ser mais difícil e sisuda do que muita gente imagina.

Apaixonada por animais, pela família e pelo namorado, a atriz afirma que ser uma estrela do ramo é um gesto de "empoderamento" por poder expressar sua sexualidade livremente.

Não é fácil como parece

Além de se mostrar "gente como a gente", Rachel revelou que a vida nos sets não é uma grande orgia: "Há burocracia, testes com modelos, prazos, locações, horários. É bastante corporativo", diz.

Além disso, como qualquer ambiente de trabalho, são várias personalidades diferentes na frente e por trás das câmeras. Muitos dos atores, por exemplo, se concentram antes das cenas, como em qualquer outra atuação. E importante: todos sabem exatamente o que serão pedidos para fazer com semanas de antecipação e os diretores sabem ao que as atrizes estão dispostas ou não.

Outra parte são os sets. Nem sempre as cenas acontecem em camas confortáveis. Rachel, por exemplo, já passou um calorão ao gravar cenas em pleno deserto. E não é só isso que faz a rotina ser árdua. Muitos filmes tomam vários dias de gravação, o que leva a uma média de 150 (!) cenas por ano.

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Relacionamentos e "sexo de verdade"

Ao contrário do que muitos pensam, Rachel calcula em menos da metade da indústria se relaciona com pessoas que estão também no ofício. O namorado de Rachel, por exemplo, nunca participou da cena pornô e, segundo ela, sabe que as cenas não são nada além de atuações.

Apesar de ser um trabalho de “faz de conta”, Rachel afirma que já gozou em cena, sim, mas que não é uma regra. Longe disso. "Acredito que as pessoas não lembram que tem um roteiro e que vão falar 'precisamos de 5 minutos de quatro e mais 4 dela por cima'. Não é como orgasmos funcionam", brinca.

Outros mitos derrubados pela atriz são que os atores não são estimulados em cena, eles já devem aparecer excitados e prontos para performar.

Para Rachel, não é só sobre sexo. "A melhor parte do meu trabalho é me envolver nas fantasias, que não são necessariamente as minhas, mas é bacana ser uma pessoa diferente por filme", diz.


 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Redação
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
Redação
Redação
do UOL
Comportamento
do UOL
Redação
Comportamento
Comportamento
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Comportamento
Topo