Comportamento

"Sinto mais prazer do que há 20 anos", diz o apaixonado Carlos Alberto

Amanda Serra

Do UOL, em São Paulo

01/10/2017 04h00

O Dia do Idoso é comemorado neste domingo (1°), e temos uma prova de que a fase pode ser muito bem vivida. Aos 81 anos, Carlos Alberto de Nóbrega continua trabalhando no humorístico “A Praça é Nossa” (SBT), mantém uma rotina rigorosa de exercícios, segue uma dieta balanceada, faz tratamento vitamínico e hormonal e continua com a vida sexual tinindo.

Carlos Alberto acredita que a “melhor idade” não existe, e que a velhice é um período de limitações. Por isso, o segredo é dosar. “Vou à academia quatro vezes por semana, faça chuva ou sol, e me exercito por uma hora com o celular desligado. Almoço às 13 horas, gravo o programa toda quarta. Não sou 'bombado', não pego peso, não quero me sacrificar. O importante é saber até aonde seu corpo vai, até aonde sua cabeça alcança para você não se sentir velho”, conta durante bate-papo descontraído com a reportagem do UOL.

Outro motivo para tanta disposição e alegria é o namoro com a nutróloga Renata Domingues, 40. Em março do próximo ano, ela deve se mudar para casa do humorista em Alphaville, na Grande São Paulo. “Ela é uma mulher diferenciada, incrível. Trabalha em três hospitais, é coordenadora de alimentação de UTIs. Pena que já estou com 81 e não sei por quanto tempo viverei ao lado dela. Então, a gente aproveita ao máximo. Vivemos o hoje e vamos tocando o barco. Por isso não envelheço”.

“Ainda vai funcionar muito!”

Manuela Scarpa/Brazil News
Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News
Sobre a tão comentada diferença de idade --são 41 anos em relação à namorada--, Carlos conta que, além do preconceito ser descarado, a principal pergunta, inclusive de amigos e familiares, é uma só: “Ele ainda funciona?” 

“A gente acaba rindo, porque se tornou um questionamento comum... Acham que a pessoa de 80 anos é impotente, é incapaz, mas ela só será se quiser, se tiver alguma doença. Não sou cardíaco, não tenho diabete, ou seja, funciona, sim, e ainda vai funcionar muito. Não tenho problema nenhum. Tomo meu Viagra quando preciso”, diz, aos risos.

Carlos Alberto garante que sua vida sexual é mais ativa do que antigamente. “Sinto muito mais prazer do que há 20 anos. Tudo isso está relacionado com a minha saúde, ao fato de sempre ter gostado de sexo, de ter uma mulher bonita ao meu lado. Nos amamos, temos afinidade”. 

No entanto, casamento não está nos planos. “Não tenho mais idade para casar, seria ridículo entrar na igreja. Mas vamos morar juntos. Estou muito feliz, não vejo a hora. A gente se dá muito bem”, diz ele, que, recentemente, presenteou a amada com um buquê de 81 rosas. 

"Posso não ter a beleza e o vigor desses jovens, mas sou cavalheiro. E as mulheres gostam de romantismo. Abro a porta, mando flores, trato com carinho, respeito e isso é muito importante", acredita. 

Tratamento de rejuvenescimento

Reprodução/Instagram/calbertonobrega
Imagem: Reprodução/Instagram/calbertonobrega
Além de praticar esportes desde a adolescência, o apresentador também iniciou um processo de rejuvenescimento hormonal aos 51 anos.

“Funcionou e foi muito positivo para mim. Continuo tomando meus remédios rigorosamente, principalmente para controlar a pressão alta, minhas vitaminas, suplementos, testosterona para dar mais ânimo para malhar, por exemplo. Além dos 20 minutos de sol para ativar a vitamina D, cremes para evitar o enrugamento da pele”, diz ele que já retirou a vesícula, uma hérnia, passou por duas cirurgias pequenas próximo a próstata e operou a catarata.

E nada de vida noturna ou cigarro. Álcool só de vez em quando. “Não fumo, bebo ocasionalmente e minha noitada dura no máximo até 1 hora da manhã, mas isso já na cama. Sempre tive preocupação em não envelhecer. Ficar velho, sim, mas não se entregar. Minha cabeça é jovem, sou muito brincalhão, alegre. Acordo contente. Abro a janela, faço careta em frente ao espelho. Procuro me fazer feliz. Por isso não fico velho”.

Como nem tudo dá para controlar, Carlos Alberto faz uma confissão com uma pitadinha de queixa. “O que mais me preocupa é a minha cabeça. O físico, nem tanto. Já comecei a esquecer número de telefone, o nome das pessoas... Vai falhando. Mais ainda decoro, em duas horas, as minhas falas e as dos colegas da ‘Praça’”, afirma Nóbrega, que além de apresentar também é diretor e responsável pelo roteiro do programa.

E o conselho para curtir a terceira idade?

“Ser alegre e não se preocupar com coisas que não merecem preocupação. É importante dar atenção somente para coisas que têm valor. Prefiro ser feliz a ter razão e isso só entendemos com a idade. Viva o hoje, porque o passado não dá para apagar e o futuro não dá para escrever”, finaliza ele que é pai de seis filhos e avô de sete netos. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Redação
Redação
Redação
BBC
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
BBC
BBC
do UOL
Redação
Redação
Topo