Comportamento

8 situações do relacionamento que podem parecer um problema, mas não são

Getty Images/Stockphoto
Imagem: Getty Images/Stockphoto

Gabriela Guimarães e Veridiana Mercatelli

Colaboração para o UOL

02/10/2017 04h00

Existem momentos em um relacionamento longo que o casal pode se questionar se está tudo bem: é porque a paixão diminui e a dinâmica a dois se modifica. Pode relaxar, porque as situações listadas a seguir acontecem com quase todo mundo.

Transar menos

É natural que a frequência do sexo mude com o passar do tempo. A intimidade, apesar de maravilhosa, é a mãe da falta de desejo. “Instintivamente nós somos conquistadores, precisamos do perigo, da insegurança, daquele fiozinho de medo de perder”, explica a psicóloga Marília Machado Thomazin. Não há uma fórmula exata que diga o quanto é saudável ter sexo em uma relação, mas o casal que perceba este declínio e sinta falta pode buscar maneiras de manter o fogo aceso.

Você não pensa mais no outro o tempo inteiro

Há momentos em que a gente está superempolgado com algo no trabalho e acaba se voltando mais para a vida profissional. Em outro, a relação volta a ser prioridade. Em qualquer relacionamento longo há fases de mais e menos investimento. “É uma economia energética e, também, uma economia libidinal”, explica a psicanalista Gabriela Malzyner. Isso só se torna um problema à medida em que há um afastamento, em que o casal pare de alimentar a admiração e a conexão.

As falhas dele piscam como neon

Depois que a paixão passa, a gente enxerga melhor os defeitos da outra pessoa. Mas, em vez de encarar como falhas, você pode ver como limitações. “Aceitar os pontos negativos é certamente o melhor caminho para estar numa relação de forma mais limpa. É preciso entender a complexidade da outra pessoa, suas mágoas, formas de se relacionar na família, suas crenças sobre relacionamento. Assim fica mais fácil compreender e nomear os sentimentos”, conta Marília

Vocês querem sair sozinhos ou com amigos

Isso não é um problema. Mesmo. Aliás, é saudável e não deve afetar a relação, desde que haja um acordo. Para seres sociais como nós é um grande perigo se isolar e perder as referências pessoais. Antes de formar um casal, as pessoas são indivíduos com gostos, experiências e relações diferentes, é essa individualidade que nos garante estarmos inteiros para uma relação.

Não estão fazendo grandes planos

Nem todo mundo gosta de planos em longo prazo. O fato de uma das pessoas não estar “decorando” a casa do futuro ou pensando em nomes para filhos não significa falta de desejo em continuar no relacionamento. Mas é importante, sim, avaliar se os dois querem a mesma coisa na relação, mesmo que os grandes planos ainda não tenham começado a surgir.

As conversas ficaram mais curtas

As pessoas mudam e as conversas, também. E com o tempo, é natural que vocês já tenham ouvido todas as histórias um do outro, conheçam todas as aventuras. Mas nada impede que se mantenha o interesse. “Voltar ao começo do relacionamento é utopia, porém, podemos criar momentos tão bons ou melhores que o do começo, basta querer”, diz a psicóloga Ana Mauad.

Vocês se tornaram muito amigos

Depois de um tempo juntos, dividindo a vida com uma pessoa, a tendência é que o casal forme uma parceria. “O fato de se tornarem amigos é natural, pois em um relacionamento há a necessidade de se comunicar constantemente, tanto sobre as coisas positivas quanto as negativas”, conta Ana Mauad.

As saídas românticas minguaram

O conceito de romantismo vai mudando ao longo do tempo. O que era extremamente romântico no começo da relação, pode agora causar um tédio enorme em vocês dois. “O que define o romantismo é a intenção, a atenção e o carinho”, diz Ana Mauad. Mas se vocês sentem falta de um clima de primeiros encontros, nada impedem de combinarem um dia só para vocês. Só não pode ser obrigação, para não perder o sentido.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Redação
BBC
Redação
Redação
BBC
Bloomberg
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
EFE
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Agência Estado
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Comportamento
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
do UOL
BBC
AFP
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo