Comportamento

PMs são autuados por homicídio após marido matar ex-mulher em viatura

Reprodução/Facebook
Lais Andrade foi assassina pelo companheiro dentro de uma viatura policial Imagem: Reprodução/Facebook

Rene Moreira

Estadão Conteúdo*

09/10/2017 12h32

Os dois policiais militares que atenderam à ocorrência envolvendo Laís Andrade Fonseca, de 30 anos, em Teófilo Otoni (MG), foram autuados por homicídio culposo pela corporação. A mulher foi assassinada dentro da viatura pelo ex-marido quando era levada ao lado dele para a delegacia.

De acordo com o 19º Batalhão da Polícia Militar, eles descumpriram uma norma interna da corporação ao não revistarem novamente o suspeito antes que ele entrasse novamente na viatura.

No caminho para a delegacia, os policiais pararam na casa do homem para que ele pegasse seus documentos.

Os policiais foram denunciados à Justiça Militar e retirados das ruas. Passarão também por tratamento psicológico e poderão responder em liberdade. O caso também é apurado pela Polícia Civil.

O caso

Na tarde do último sábado (7), Laís Fonseca acionou a PM após encontrar uma câmera escondida dentro de sua casa filmando e transmitindo imagens em tempo real dela e do filho de 8 anos.

Ao ser procurado, o ex-marido Valdeir Ribeiro de Jesus, de 34 anos, confessou ter instalado o equipamento por ciúme. Ele teria convencido a mulher a não registrar a queixa e ela concordou mas, como havia filmagens de criança, os envolvidos foram levados à delegacia.

Como era final de semana, os depoimentos deveriam ser colhidos na delegacia regional de Teófilo Otoni.

Segundo o delegado da Polícia Civil de Teófilo Otoni, Eduardo Gil, o homem teria pedido para buscar um documento em casa antes de entrar na viatura e os policiais permitiram, foi quando ele pegou uma faca e escondeu no tênis. "Quando ele entrou na viatura, ele já antevia o resultado que queria, que era a prática do feminicídio", disse o delegado.

No caminho de quase 100 km entre as cidades, tanto a vítima quanto o agressor foram no mesmo banco do carro, contrariando os protocolos de atendimento policial. Já perto da cidade destino, o homem pegou a faca e atingiu Laís no pescoço, tentando se matar em seguida.

Ela morreu no local, mas ele sobreviveu e está preso.

*Com UOL.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
BBC
Redação
Redação
Redação
Redação
"Fui marmita de traficante"
BBC
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Blog do Fred Mattos
Blog da Morango
Redação
Redação
Redação
Redação
do UOL
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Astrologia S/A
do UOL
Topo